Bolo Invertido de Marmelo

IMG_1618

O marmelo, originário do sudoeste asiático é conhecido há cerca de 4 mil anos. Os Gregos presenteavam a Deusa Afrodite com estas “maçãs de ouro”.

Em Portugal este fruto fabuloso é colhido no Outono e normalmente consumido cozido, assado ou utilizado para fazer marmelada ou geleia.

É difícil passar por esta época sem vermos entrar marmelos pela porta de casa. As origem são múltiplas: do quintal, do terreno de uma vizinha, da casa de amigos a verdade é que acabamos sempre com o mesmo problema – então agora vou ter que fazer marmelada?!

Nós não queremos seguir as regras, chega de fazer marmelada… queremos outra coisa!

RECEITA 

base logo destaque1

  1. a textura da massa dada pela farinha de amêndoa
  2. o sabor exótico das especiarias
  3. ideal para pequeno-almoço ou lanche

Ingredientes:

  • 3 marmelos grandes
  • 7,5dl vinho branco
  • 450g açúcar granulado
  • 3 tiras de casca de laranja
  • 240g farinha s/fermento (tipo 65)
  • 1 c. (chá) fermento
  • 1 c. (chá) canela
  • ½ c. (chá) bicarbonato
  • ½ c. (chá) sal
  • ½ c. (chá) noz moscada
  • ¼ c. (chá) cravinho
  • 80g farinha de amêndoa
  • 140g manteiga s/sal
  • 120g açúcar amarelo
  • 120ml de mel
  • 3 ovos grandes
  • 1 c. (chá) extracto baunilha

Modo de Preparação:

Primeiro descascar os marmelos, cortá-los ao meio sem retirar o caroço e cozê-los no vinho branco com o açúcar e as tiras de laranja, colocar um prato sobre os marmelos de forma que estes cozam totalmente submersos na calda e não tapar o tacho. Depois de cozidos colocá-los num recipiente com a calda e deixar arrefecer completamente.

Depois de frios retirar então os caroços, cortar em fatias finas e com elas forrar o fundo de uma forma (26 cm), deitar 150ml da calda sobre os marmelos e guardar o resto.

3ªmovie stripwm

A forma deve estar previamente untada e com o fundo forrado com papel vegetal este também untado.

1ªmovie stripwm

2ªmovie stripwm

Juntar a farinha peneirada com o fermento, a canela, o bicarbonato, o sal, a noz-moscada e o cravinho. Misturar tudo muito bem. Depois juntar a farinha de amêndoa e envolver bem nos ingredientes anteriores, reservar.

Numa misturadora bater a manteiga (à temperatura ambiente), o açúcar amarelo e o mel até obter um creme uniforme. Juntar os ovos um a um (batendo sempre) e o extracto de baunilha.

No fim juntar neste preparado a mistura reservada envolvendo bem todos os ingredientes e levar a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC, por cerca de 25 minutos ou até o palito sair limpo (ao picar no centro). Deixar arrefecer um pouco antes de desenformar.

4ªmovie stripwm

Antes de servir colocar a calda que sobrou por cima do bolo na quantidade desejada.

Pode servir-se com uma bola de gelado de baunilha, créme fraiche ou simplesmente com iogurte grego açucarado ou aromatizado a gosto.

base logo segredos1

  1. a cozedura dos marmelos deve ser vigiada, logo que espete um palito e este entre facilmente os marmelos estão cozidos sem ficarem desfeitos.
  2. quando se juntam as farinhas ao creme não bater a mistura, apenas envolver até ficar homogénea.

Testámos e gostámos…!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s