Matbucha

IMG_2104tbvwm

Não se sabe ao certo a que idade remonta este prato uma vez que os tomates só aparecem na Europa depois da descoberta das Américas em 1492 e só por volta de 1800 é que foram levados para o leste.

O nome do prato é de origem árabe e significa: – cozido, na verdade este prato tem na sua base o tomate cozido misturado com pimentos assados e temperados com alho e pimenta.

Normalmente servido como aperitivo também pode fazer parte de uma refeição ligeira. É normalmente acompanhado com pão, azeitonas e às vezes pickles.

A Matbucha é muito popular em todo o Magrebe. Chegou a Israel pela mão dos imigrantes de Marrocos, Tunísia, Argélia e Líbia, e hoje referem-se a ele como “salada turca” está de tal forma enraizado que a maioria das famílias tem sempre este aperitivo pronto a servir.

Um prato exótico com um sabor verdadeiramente surpreendente!

IMG_2105tbvwm

RECEITA

base logo destaque1

  1. o sabor exótico
  2. o gosto aos pimentos assados
  3. a textura leve e fresca

Ingredientes:

  • 10 tomates maduros
  • 3 pimentos assados
  • 3 dentes de alho
  • 1 c. (chá) de pimentão doce
  • azeite
  • sal
  • piripiri (opcional)

nota: se não quiser ou não tiver tempo pode utilizar  pimentos de lata ou de frasco

em relação ao tomate o ideal é seguir a receita e usar tomate fresco, mas tal como com os pimentos pode utilizar tomate de lata, neste caso terá que ter em conta que o tempo de fritura será bastante superior uma vez que necessita secar a água do tomate

IMG_2083tbvwm

Modo de Preparação:

Comece por lavar os tomates e fazer um corte superficial na pele (no lado contrario ao pé, veja a foto) para que pelem com facilidade.

Escalde-os por 20 segundos em água a ferver, retire-os e coloque em agua fria pois caso contrário vão continuar a cozer, e não queremos isso. Logo que estejam frios, é só retirar a pele, cortar em quartos e reservar.

strip

De seguida, pique  os pimentos bem finos e pequenos, descasque e pique os alhos e tudo está pronto para poder começar a confeccionar esta receita.

Num tacho aqueça o azeite, a cobrir o fundo, e quando este estiver quente junte os tomates que reservou e deixe-os fritar durante aproximadamente 40 minutos, até estarem parcialmente desfeitos e terem perdido parte da água.

Durante este tempo vá mexendo de vez enquanto com uma colher de pau e apertando os tomates para ajudar a desfazê-los e a não se agarrarem ao tacho.

Quando os tomates estiverem fritos e desfeitos junte os pimentos e o alho e rectifique o sal. Deixe ficar ao lume mais 40 minutos até o preparado apurar e apresentar a consistência de uma compota leve.

Depois de desligar o lume, junte o pimentão doce e envolva bem, vai dar cor, profundidade e puxar o sabor do prato.

Está pronto para degustar!

nota: depois de pronta a Matbucha pode ser colocada dentro de uma caixa e guardada no frigorífico para comer como entrada (aquecida ou fria) ou para ser utilizada como base para outras receitas. Conserva-se perfeitamente durante 1 mês ou caso faça uma grande quantidade pode, perfeitamente, ser congelada.

IMG_2103tbvwm

IMG_2111tbvwm

Testámos e gostámos…!

IMG_2109tbvwmstrip

Anúncios

2 thoughts on “Matbucha

  1. Pingback: Shakshuka | a travessa das bolinhas vermelhas

  2. Pingback: Arrabbiata (Versão Rápida) | a travessa das bolinhas vermelhas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s