Doce de Ovos

IMG_7431tbvwm

Diz a história que a doçaria portuguesa tem na doçaria conventual uma expressão única e singular sem igual noutros países do mundo. Criada muitos séculos atrás, dentro das portas dos conventos e mosteiros, acabou pela força do destino e da história por sair para o mundo e estender-se além-fronteiras para se dar a conhecer.

E tudo começou assim…não se sabe bem como nem quando pois é de loucos pensar que as gemas eram deitadas fora ou serviam de alimento para animais até ao dia em que, um não sei o quê aconteceu por um não sei porquê e as gemas se encontraram com o açúcar.

Então é certo dizer que terem-se cruzado foi o melhor que podia ter acontecido para a história da doçaria portuguesa pois deu inicio ao que veio a ser a Doçaria Conventual reconhecida internacionalmente como uma das melhores doçarias do mundo.

Não nos interessa realmente saber quando se deu esse encontro, ele tem séculos de existência, mas suspeita-se que foi no Mosteiro de Jesus de Aveiro onde tudo começou, pois reza a história que aí se deu, em primeira mão, o encontro feliz entre as gemas e o açúcar tendo resultado dele o famoso Doce de Ovos ou Ovos-moles, como quiserem chamar-lhes.

Típico de Aveiro o Doce de Ovos é um dos doces mais apreciados dos país e está na origem de muitos outros que não teriam conhecido a luz do dia sem a sua existência, tal é o caso dos papos de anjo, das castanhas doces, dos celestes de Sta. Clara, dos ovos-moles de Aveiro, das gargantas de freira, das trouxas-de-ovos e dos fios-de-ovos que viajaram para fora das nossas fronteiras e alcançaram reconhecimento internacional.

Nós cá em casa não conseguimos resistir a uma taça de Doce de Ovos, é impossível depois de fazer Molotof não fazer doce de ovos, é impossível não aproveitar para desfrutar desse doce prazer que eles nos dão!

 

RECEITAS

 

 base logo destaque1

  1. fácil de fazer
  2. a textura aveludada e cremosa
  3. o sabor autêntico do doce de ovos feito em casa
  4. a versatilidade

 

Ingredientes: 

  • 8 gemas
  • 335g de açúcar
  • 270ml de água
  • 1 tira de casca de limão

IMG_7448tbvwm

Modo de Preparação: 

Num tacho junte o açúcar com a água e a casca de limão. Leve ao lume e espere que ferva sem nunca mexer.

Quando começar a ferver conte 5 minutos,  desligue o lume, retire a casca do limão e deixe arrefecer.

Quando a calda que esteve a fazer estiver fria, bata as gemas numa tigela e de seguida passe-as por um passador de rede deixando-as cair em fio para dentro da calda mexendo com um garfo para envolver bem.

nota: espere que as gemas caiam todas do passador até parar de correr, mas não lhes mexa para as fazer cair, elas têm que cair sem qualquer intervenção. Desta forma todos os fios das gemas vão ficar no passador.

De seguida leve novamente ao lume o tacho, vá mexendo sempre, e espere até engrossar. Tenha atenção e mantenha o lume brando para não deixar ferver a mistura pois caso contrário vai talhar os ovos. Quando começar a engrossar, continue a mexer, conte mais ou menos 2 minutos para os ovos cozinharem bem e desligue o lume.

Deixe arrefecer 2 a 3 minutos e depois com a ajuda da varinha mágica bata o preparado até este ficar homogéneo e cremoso. O seu Doce de Ovos está pronto a usar!

nota: vai verificar que quando sai do lume o aspecto do Doce de Ovos não é uniforme, por isso é sempre necessário bater com as varras de arame ou com a varinha mágica.

IMG_7433tbvwm

Pode, e deve, servir o Doce de Ovos com Molotof e depois o que sobrar coma como sobremesa ou ao lanche a acompanhar Croissants Brioche, Gaufres, Waffers uns Rollitos de Baunilha ou qualquer outra coisa de que se lembre…

IMG_7437tbvwm

IMG_7438tbvwm

baselogosegredos1

  1. Não se mexe no açúcar quando está ao lume com a água pois se o fizer ele vai criar cristais nas paredes do tacho e queimar o que vai dar mau sabor ao doce.
  2. Quando as gemas estão no passador não se mexe nas mesmas, não se devem nunca pressionar para caírem pois isso faz com que também caiam peles do ovo para o doce que lhe vão dar um cheiro a ovo desagradável. Também não se limpa com a colher o passador por baixo como fazemos noutras situações pois o resultado seria o mesmo, simplesmente se deixa correr o ovo até parar e depois descarta-se o que fica por dentro e por fora do passador.

 

Testámos e gostámos…!

IMG_7435tbvwmstrip

Anúncios

One thought on “Doce de Ovos

  1. Pingback: Molotof | a travessa das bolinhas vermelhas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s