Torta de Amêndoa

IMG_6832tbvwm

Amêndoas com casca ou sem casca. Amêndoas com pele ou sem ela. Amêndoas inteiras, moídas, aos palitos ou laminadas.

Amêndoas simples, amêndoas coloridas, amêndoas de chocolate branco, preto ou de leite. Amêndoas de todas as formas e feitios, para comer sempre que a vontade nos pede.

Amêndoas em biscoitos, bolos, bolinhos e tortas.

Torta de Amêndoa para encher a casa de alegria a cada fatia!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. a textura suave e húmida
  2. o sabor a amêndoa

 

Ingredientes:

  • 6 ovos
  • 300g de açúcar
  • 2 c. (café) de essência de amêndoa
  • 200g de miolo de amêndoa
  • 40g de manteiga
  • 1 c. (sobremesa) de farinha maizena
  • 1 c. (sopa) de leite

 

  • amêndoas q.b. para enfeitar
  • manteiga q.b. para untar a forma
  • papel vegetal

IMG_6827tbvwm

Modo de Preparação:

Primeiro forre o fundo do tabuleiro (32cmx28cm aprox.) com papel vegetal e unte o papel e os lados do tabuleiro com manteiga. Deixe o papel vegetal mais comprido num dos lados para depois enrolar a torta com ele.

IMG_6779tbvwm

Numa tigela coloque o açúcar e os ovos e bata bem até ficar fofo e com volume. Depois adicione a maizena desfeita no leite e volte a bater.

Por fim junte a essência de amêndoa, o miolo de amêndoa e a manteiga derretida e com uma espátula (ou com uma colher de pau) envolva delicadamente fazendo movimentos de baixo para cima para incorporar totalmente os ingredientes.

Deite a mistura no tabuleiro e leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante 33 minutos. Para manter a forma direita use uma rede com uma taça com peso. A meio da cozedura mova a taça para um dos lados para a torta cozer uniformemente.

nota: o tempo de cozedura depende sempre do tamanho e espessura da torta que estamos a fazer e também do forno é preciso atenção pois esta torta tem que ficar muito macia e húmida.

IMG_6820tbvwm

Depois de cozida, retire do forno e ainda quente e com a ajuda do papel vegetal enrole a torta dentro do tabuleiro. Deixe ficar enrolada no papel até arrefecer.

IMG_6784tbvwm

Apare as pontas, decore  com amêndoas ligeiramente torradas e polvilhe com açúcar em pó.

IMG_6824tbvwm

baselogosegredos1

  1. As tortas devem ser cozidas em tabuleiros finos, de preferência de alumínio, para cozerem rapidamente por baixo e por cima sem secar. Estes tabuleiros por serem muito finos empenam com o calor deixando a massa da torta desnivelada. Para que isso não aconteça sobre o tabuleiro coloque uma rede com uma taça em cima cheia de feijões cerâmicos. (Os feijões cerâmicos podem ser substituídos por feijão normal)
  2. Para verificar se estão cozidas basta abanar o tabuleiro e ver se a massa está “presa”  e de seguida tocar ao  de leve com a ponta dos dedos no centro do tabuleiro se estiver cozida a marca do dedo volta para cima e não marca.
  3. É preciso ter muita atenção ao tempo de cozedura – logo que esteja cozida tem que se retirar imediatamente do forno. Se a massa cozer demasiado e secar a torta vai partir-se ao enrolar

IMG_6834tbvwm

TBVstrip

 

 

Anúncios

Nutrição – A Amêndoa

IMG_8268tbvwm

A Amêndoa cujo nome científico é Amygdalus comunis, pertencente à família das Rosaceas, é o fruto da amendoeira, uma árvore que dá flores perfumadas, cor de rosa e brancas. Originárias do Médio Oriente, pensa-se que mais tarde terão sido disseminadas para o resto do mundo.

Podemos encontrar dois tipos de amêndoas:

  • Doces, que são cultivadas pelo seu sabor e são utilizadas na alimentação;
  • Amargas, que são improprias para consumo, pois apresentam na sua composição uma substância tóxica, o ácido cianídrico, sendo utilizado na industria de aromatizantes.

A Amêndoa pertence ao grupos das oleaginosas, que representam uma excelente fonte de gorduras insaturadas, proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes que representam inúmeros benefícios para a saúde.

Conforme as recomendações da Roda dos Alimentos indicam, deve-se consumir 1 porção diárias de oleaginosas, sendo que 1 porção representa 30g de frutos secos.

IMG_8270tbvwm

A Amêndoa é um alimento que apresenta um elevado teor nutricional, pois é rica em proteínas, gordura, maioritariamente do tipo insaturada e fibras. É igualmente rica em vitaminas, como a E e B1 e minerais, como o potássio, fósforo, zinco e magnésio.

Capturar

 Destacam-se alguns benefícios do consumo de amêndoas para a saúde:

  • Efeito positivo no controlo dos níveis de colesterol e triglicerídeos
  • Controlo da glicemia
  • Regulação da pressão arterial
  • Aumento saciedade
  • Auxilio na regulação do transito intestinal

 

Dicas

Supermercado/ Casa:

  • Pode encontrar as amêndoas de variadas formas: amêndoas com pele ou peladas; amêndoa inteira ou miolo de amêndoa; amêndoa torrada; farinha de amêndoa; bebida de amêndoa e creme de amêndoa para barrar.
  • No supermercado, deve ter atenção e preferir as amêndoas que se encontram intactas, limpas, isentas de manchas e livres de odores estranhos.
  • Em casa, as amêndoas devem ser guardadas num recipiente fechado, num local seco e sem a presença de luz, de forma a garantir que as suas características organolépticas sem mantenham inalteradas.

 

cátia

Por Cátia Carvalho da Silva

Nutricionista

strip nutrição Final

Pimentos e Tomates Recheados

IMG_8150tbvwm

Se os vizinhos nos dão Pimentos e Tomates, não resta qualquer dúvida, vamos recheá-los e depois, claro, colocá-los no forno. Nunca nos arrependemos!!

Quando os escolhemos propositadamente tentamos que sejam mais baixos e com a base direita, mas se forem oferecidos e o formato for mais “desengonçado” isso não é um obstáculo, nada é um obstáculo quando se trata de Pimentos e Tomates Recheados.

 Para fazer em qualquer altura do ano sem limites!

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o sabor que os pimentos e os tomates passam para o recheio
  2. o impacto visual
  3. uma óptima forma de aproveitar sobras de carnes

 

Ingredientes:

  • 4 tomates
  • 3 pimentos
  • 400g de carne picada
  • 100g de arroz integral cozido
  • 100g de cevada cozida
  • 1 lata de tomate em pedaços
  • 2 cebolas médias
  • 3 folhas de louro
  • 1 cravinho
  • 1 c. (chá) de alho em pó
  • 1 c. (café) de pimenta preta
  • azeite q.b.
  • sal q.b.

notas:

escolha uns pimentos não muito altos que tenham uma base direita

aproveite sobras de carne (vaca, peru, frango…) ou então passe a carne picada pela frigideira antes de utilizar

IMG_8149tbvwm

Modo de Preparação:

Comece por lavar os tomates e os pimentos, depois corte uma das extremidades (que no caso dos pimentos tem obrigatoriamente que ser a do lado do pedúnculo).

De seguida com a ajuda de uma colher para fazer bolas de fruta, ou caso não tenha com uma colher de chá, retire os interiores dos pimentos e dos tomates. Toda a polpa que retirar dos tomates reserve.

Depois ponha um pouco de sal dentro de cada pimento e tomate, agite bem de um lado para o outro para o sal chegar a todo o lado e sacuda o sal que está a mais.  Coloque a escorrer num tabuleiro para perderem o excesso de água.

strip

Entretanto prepare o recheio. Num tacho coloque um fio de azeite e adicione o louro, o cravinho, a cebola (previamente descascada e cortada em meias luas), a lata de tomate e a polpa que reservou. Deixe cozinhar até fritar bem para a cebola alourar.

Seguidamente junte o arroz, a cevada, a carne, o alho, a pimenta e envolva bem. Retifique o sal.

Encha os Pimentos e os Tomates com o preparado da carne, coloque-os num tabuleiro e leve ao forno, pré-aquecido a 160ºC, durante 40 minutos.

nota: se os pimentos forem um pouco tortos utilize papel de alumínio amachucado para os equilibrar

Para terminar retire-os para uma travessa e sirva simples ou se quiser pode acompanhar com umas folhas de rúcula ou agrião.

IMG_8161tbvwm

IMG_8164tbvwm

TBVstrip 

Vol-au-vent do Mar

IMG_7231tbvwm

Os Vol-au-vent são sempre uma óptima escolha para uma entrada que se quer simples mas especial, ou não fosse a massa folhada uma estrela à mesa.

Os Vol-au-vent do Mar têm impacto, são requintados e causam sempre sensação!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o impacto visual
  2. a massa folhada que está na base de tudo
  3. o sabor a marisco

 

Ingredientes:

  • 6 Vol-au-vent (com aprox.8cm de diâmetro)

Recheio

  • 1,2 lt de água
  • 350g de pão saloio
  • 6 camarões cozidos
  • 100g de delícias do mar
  • 200g de mexilhão
  • 6 dentes de alho
  • 2 cubos de caldo de marisco (ou um pacote de sopa de marisco)
  • 1 c. (café) de pimentão doce em pó
  • 24 pés de coentros
  • azeite q.b.
  • sal q.b.
  • pimenta preta q.b.
  • piripiri opcional

 nota: os Vol-au-vent podem ser feitos em casa, ou para facilitar podem comprar já feitos em alguns supermercados ou mandar fazer numa pastelaria

IMG_7229tbvwm

Modo de Preparação:

Recheio

Pique os mexilhões grosseiramente, corte as delícias às rodelas e reserve. Coloque de lado 6 rodelas de delícias.

Descasque os camarões cozidos mas deixe a pontinha do rabo com casca. Reserve.

Retire 1,2 lt de água quente do esquentador e adicione os 2 cubos de caldo de marisco (ou um pacote de sopa de marisco), mexa bem para dissolver totalmente os cubos. Reserve.

Num tacho coloque azeite a cobrir o fundo e deixar aquecer bem, adicione os alhos previamente descascados e cortados ao meio e deixos alourar.

De seguida junte o pão cortado em tiras fininhas e deixe cozinhar para o pão absorver o azeito e o sabor do alho. Quando o azeite tiver sido totalmente absorvido pelo pão e este estiver bem tostadinho adicione metade do caldo de marisco que preparou e aguarde até o pão absorver o caldo.

nota: cuidado ao deitar o caldo pois o tacho está muito quente e pode espirrar.

Quando o pão tiver absorvido os 600 ml de caldo junte o pimentão e está na altura de começar a juntar o restante caldo, aos poucos, até obter uma consistência cremosa sem estar papa. Tenha em atenção que dependendo do pão pode ou não ser necessário juntar todo o restante caldo.

Rectifique o tempero, se necessário junte sal mas tenha em atenção que o caldo já é salgado. Adicione pimenta ou piripiri a gosto.

Quando tiver obtido um creme suave junte os mexilhões e as delícias que reservou, envolva bem no creme e espere mais ou menos 7 minutos para cozinhar. Depois desligue o lume e adicione os coentros picados e envolva bem.

IMG_7232tbvwm

Preparar os Vol-au-vent

Disponha os Vol-au-vent num tabuleiro e encha cada um deles com o recheio até ao nível da borda.

Leve ao forno, pré-aquecido a 160ºC, durante 15 minutos. Depois retire-os para uma tábua (ou travessa) e decore com uma rodela de delícias, um camarão e uma folhinha de coentros.

Sirva de imediato!

IMG_7236tbvwm

TBVstrip

Bruschetta de Queijo de Ovelha com Cebola Roxa

IMG_7183tbvwm

A Bruschetta  é um aperitivo de origem italiana (antipasto, que significa “antes da refeição”) feito à base de pão tostado esfregado com alho e regado com azeite.

Existem muitas variantes com azeitonas, com anchovas, com cogumelos, com figos, com diferentes tipos de queijo, com diferentes enchidos…enfim depois da base de pão tostado com alho e azeite o resto é só deixar a imaginação fluir.

Quando existem visitas de última hora preparar uma Bruschetta é sempre uma solução fácil e rápida para se conseguir uma entrada fantástica.

A Bruschetta de Queijo de Ovelha com Cebola Roxa é um bom exemplo de uma Bruschetta feita em poucos minutos com aquilo que havia em casa!

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. fácil e rápido de executar
  2. um aspecto apelativo

 

Ingredientes: 

  • 1 baguette
  • 1 queijo de ovelha pequeno
  • 1 cebola roxa
  • 1 c. sopa açúcar amarelo
  • 2 c. sopa de vinagre balsâmico
  • 10 folhas de alecrim
  • 1 dente de alho grande
  • azeite q.b.

nota: nós utilizámos um queijo de ovelha curado amanteigado de Seia (Queijos Fraga)

IMG_7179tbvwm

Modo de Preparação: 

Corte a baguette em rodelas com aproximadamente 4 cm de espessura, coloque-as num tabuleiro e leve ao forno para aquecerem sem torrar.

De seguida descasque a cebola e corte-a em meias luas. Numa frigideira coloque um fio de azeite, adicione a cebola e deixe cozinhar até esta estar totalmente quebrada. Depois junte o açúcar e o vinagre e espere até que este evapore. Desligue o lume e reserve.

Disponha as fatias de baguette numa tábua (ou travessa), esfregue-as com o dente de alho cortado ao meio, borrife-as com azeite e salpique com o alecrim.

Depois coloque uma colher de chá de queijo e leve ao forno 2 minutos só para o queijo derreter ligeiramente. Para terminar disponha sobre o queijo a cebola roxa.

nota: nós utilizámos um queimador a gás de cozinha para derreter o queijo. Este Utensílio também é conhecido por queimador de leite-creme ou maçarico para leite-creme, pode encontrá-lo nos supermercados, em lojas de electrodomésticos e em lojas online. O preço varia bastante.

IMG_7177tbvwm

TBVstrip

 

 

 

Bolo de S. Martinho

IMG_8653tbvwm

Festejar o  São Martinho é uma tradição cá em casa, o 11 de Novembro não se passa sem um Magusto.

É dia de castanhas assadas e água-pé mas é também a ocasião perfeita para fazer um bolo, ou não fossem todas as ocasiões perfeitas para isso!

O Bolo de S. Martinho leva pão e vinho. Sim, é isso mesmo, não é engano, leva pão e vinho e é fofo e delicioso!

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. leve e fofo
  2. o interior ligeiramente húmido
  3. com um toque a canela

IMG_8658tbvwm

Ingredientes:

  • 2 carcaças
  • 200ml de vinho tinto
  • 150gr de açúcar + 50g
  • 150g de manteiga
  • 2 c. (sobremesa) de mel
  • 1 c. (café) de canela em pó
  • 5 ovos XL
  • 250g de farinha super fina (Branca de Neve)
  • 1 c. (chá) de fermento em pó
  • 1 maçã
  • 150g de frutos secos (uvas passas, nozes, amêndoas, pinhões…)
  • manteiga q.b. para untar a forma
  • açúcar em pó q.b. para polvilhar

IMG_8664tbvwm

Modo de Preparação:

Corte os pães em pedacinhos muito pequeninos coloque numa tigela e junte-lhes o vinho tinto. Calque o pão com uma colher de pau para ficar bem embebido no vinho.

Numa outra tigela junte a manteiga (previamente derretida em lume muito baixo), o açúcar, o mel e a canela e bata bem com a batedeira. De seguida adicione o pão embebido no vinho e volte a bater com a batedeira até ficar homogéneo.

Adicione as gemas e continue a bater até estar tudo bem misturado. Depois junte a maçã, previamente descascada e cortada em cubinhos pequenos, e os frutos secos também cortados grosseiramente e bem envolvidos numa colher de sopa de farinha (retire à farinha que pesou para o bolo). Envolva tudo com uma colher de pau sem bater.

Misture a farinha com o fermento e depois de peneirada junte-a ao preparado, com umas varas de arame envolva-a calmamente sem bater.

Bata as claras em castelo até ficarem brancas, de seguida adicione umas gotas de limão e as 50g de açúcar batendo sempre até estarem brilhantes e bem firmes.

Para terminar junte as claras cuidadosamente à restante massa envolvendo cuidadosamente com as varas de arames, fazendo movimentos de baixo para cima, sem bater.

Coloque a massa numa forma (aprox. 24cm) previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha e de seguida leve a cozer, em forno pré-aquecido a 160ºC, cerca de 50 a 55 minutos. Faça o teste do palito para verificar a cozedura.

Retire do forno, deixe arrefecer na forma uns 10 minutos e depois coloque sobre uma rede até estar frio. O bolo vai diminuir um pouco o que é natural.

Sirva polvilhado com açúcar em pó.

IMG_8665tbvwm

TBVstrip

 

 

 

Mousse de Chocolate da Mãe (dele)

IMG_7615tbvwm

A Mousse de Chocolate é daquelas sobremesas que cá em casa se podia fazer e comer todos os dias que certamente nunca se ouviria uma queixa.

Ainda bem que o bom senso impera e não se fazem essas loucuras!

A Mousse de Chocolate da Mãe (dele) não é uma mousse qualquer, primeiro não é necessário passar pelo tormento de derreter o chocolate em banho-maria ou talvez não, mas assim não fica bem e tal…é rápida e fácil sem complicações.

Depois é especial, muito especial…como nós costumamos dizer em jeito de brincadeira, é  de “colher em pé”, cremosa mas forte. Encorpada, não cai da colher e  não desaparece na boca sem que possamos senti-la profundamente.

Nós adoramos e todos os que a provam ficam rendidos.

E…só porque são vocês, não podemos deixar de vos contar um segredo: às vezes roubamos um ovo à receita (como a das fotos) para ela ficar mesmo super rija, uma loucura, a nossa perdição!

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. sem o desespero de derreter o chocolate
  2. rápida e fácil
  3. cremosa mas forte

 

Ingredientes:

  • 200g de açúcar + 50g
  • 250 g de manteiga
  • 250g de chocolate em pó (Pantagruel)
  • 6 ovos XL
  • 2 c. (café) de café solúvel
  • 1 c. (café) de sumo de limão

IMG_7616tbvwm

Modo de Preparação:

Quando pensar fazer a mousse a primeira coisa a fazer é tirar o pacote de manteiga do frigorífico pois ela deve estar à temperatura ambiente, que é como quem diz: bem molinha.

Numa taça coloque o açúcar e a manteiga e bata com a batedeira até estar bem homogéneo. Depois adicione as gemas e volte a bater até estas estarem totalmente incorporadas.

Dissolva o café numas gotas de água, apenas para fazer uma pasta e junte ao preparado. De seguida adicione o chocolate em pó peneirado e mexa com uma colher de pau para incorporar na mistura e então para finalizar bata com a batedeira para homogeneizar completamente.

Numa tigela, à parte, bata as claras em castelo até ficarem em nuvem (quando as claras já estão brancas), depois junte o sumo de limão e as 50g de açúcar batendo sempre até as claras estarem brilhantes e fazerem pico na base das varas da batedeira.

De seguida vá adicionando as claras ao preparado anterior e envolvendo tudo  cuidadosamente sem bater.

Para terminar coloque a mousse numa taça (ou em taças individuais) e coloque no frigorífico até ao momento de servir (mínimo 3 horas).

IMG_7620tbvwm

TBVstrip