Salada Marroquina

IMG_9174tbvwmA Salada Marroquina surpreende pela  frescura, pela cor, pelo aroma e sem dúvida pela mistura de sabores.

Durante breves minutos podemos recordar Marrocos e lembrar-nos dos contrastes, da diversidade, da mescla cultural. Sentir a confusão dos mercados cheios de vida e de cor.

Sentir os aromas inebriantes das especiarias…e depois à primeira garfada regressar à realidade!

 

RECEITA

base logo destaque1

  1. colorida
  2. o sabor refrescante do limão e dos coentros
  3. uma boa opção como entrada

IMG_9176tbvwmIngredientes:

  • 250g de grão cozido
  • 200g de milho cozido
  • 200g de pimento vermelho assado
  • 30g de passas
  • 100g de queijo feta
  • 1 abacate médio (150g)
  • 1 limão
  • 10 pés de coentros frescos
  • 1/2 c. (café) cominhos em pó
  • 1 c. (café) coentros em pó
  • piripiri em pó q.b. (opcional)
  • sal q.b.
  • pimenta q.b.
  • azeite q.b.

IMG_9180tbvwmModo de Preparação:

Comece por preparar o grão e o milho. Se utilizar de lata, deite fora o líquido em que estão conservados , coloque num passador e lave bem em água corrente depois ponha a escorrer. Se optar por congelados, ambos precisam de ser escaldados de acordo com os tempos indicados nas embalagens e bem escorridos.

De seguida descasque o abacate e corte-o em cubos pequenos, reserve.

Coloque o grão e o milho numa tigela larga e adicione o pimento cortado em quadradinhos pequenos, as passas, os coentros picados a raspa do limão e o sumo de metade.

nota: reserve 4 tiras finas de pimento e uma pitada generosa de coentros para enfeitar

De seguida tempere com os coentros em pó, os cominhos, o piripiri, o sal e a pimenta a gosto e regue com um fio de azeite. Envolva todos os ingredientes cuidadosamente para que os temperos de misturem bem.

Coloque a mistura num prato redondo (ou numa travessa) e disponha por cima o queijo aos bocados e o abacate que reservou.

Para terminar, enfeite com as tiras de pimento, polvilhe com os coentros e regue com um fio de azeite.

IMG_9178tbvwmTBVstrip

 

 

 

 

Anúncios

Salada de Cenoura e Banana

IMG_9788tbvwmJuntar vegetais e fruta  não é para todos os gostos. Algumas pessoas não são, de todo, sensíveis a essas misturas inusitadas.

Nós adoramos as misturas de sabores e por isso estamos sempre receptivos a esse tipo de experiências.

A Salada de Cenoura e Banana é sem dúvida um casamento feliz entre ingredientes que à primeira vista não estavam destinados a partilhar o mesmo “espaço”.

A alegria numa travessa é a melhor forma de descrever esta salada, ela é surpreendente, encantadora, saborosa, fresca…vai ser, sem dúvida, a nossa salada deste verão.

 

RECEITA

 base logo destaque1

  1. a excelente combinação da cenoura com a banana
  2. diferente do habitual
  3. rápido e fácil de fazer

IMG_9789tbvwmIngredientes:

Salada

  • 65g de canónigos, agriões (ou outras folhas verdes)
  • 2 cenouras
  • 2 bananas

Molho

  • 3 c. (sobremesa) de iogurte grego
  • 1 c. (sobremesa) de maionese
  • 1 c. (café) de alho em pó
  • sal q.b.
  • pimenta q.b.

IMG_9790tbvwmModo de Preparação:

Salada

Lave descasque e rale a cenoura. Descasque as bananas e corte-as às rodelas.

Coloque as folhas no fundo da travessa, depois coloque uma camada de cenoura, rodelas de banana e de novo cenoura e banana.

Espalhe por cima algumas passas e está pronto a servir.

IMG_9787tbvwmMolho

Numa tigela junte o iogurte, a maionese, o alho em pó, o sal e a pimenta. Mexa muito bem para obter um creme fluído e homogéneo.

Acompanhe a salada com o molho à parte para que cada um se sirva à vontade.

IMG_9793tbvwmnota: se preferir pode juntar tudo numa saladeira e misturar logo o molho, pessoalmente gostamos mais de fazer as saladas compostas em travessa pois achamos que ficam com uma apresentação mais bonita.

TBVstrip

Lentilhas Verdes Guisadas

IMG_8389tbvwm

Já aqui falámos de Lentilhas várias vezes inclusive na Rubrica Nutrição. Elas estão muito presentes na nossa alimentação.

Desta vez fizemos Lentilhas Verdes Guisadas, são óptimas para acompanhar carnes de todo o tipo.

Experimentem, são muito fáceis de fazer e super saborosas!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. muito fácil e rápido de fazer
  2. não precisa de panela de pressão

 

Ingredientes:

  • 500g  de lentilhas verdes
  • 3 tomates chucha (ou outros)
  • 4 dentes de alho grandes
  • 1 cubo de caldo de carne
  • água q.b.
  • azeite q.b.
  • sal q.b.
  • pimenta preta q.b.

IMG_8392tbvwm

Modo de Preparação:

Lave as lentilhas e coloque-as numa panela, junte água até cobrir de forma a deixar 2 cm acima das lentilhas.

Adicione os tomates inteiros, os alhos inteiros, o cubo de caldo, um fio de azeite, sal e pimenta a gosto.

IMG_8369tbvwm

Tape a panela e ponha ao lume. Assim que levantar fervura reduza o lume para lume baixo e deixe cozinhar até a água desaparecer, isso é mais ou menos 30 minutos.

Depois verifique se já estão macias, se for necessário ficarem mais tempo e já não houver humidade no tacho junte mais um pouco de água para que não agarrem ao fundo.

Quando as lentilhas estiverem cozidas retire os tomates e os alhos para um prato, tire as peles a ambos, esmague-os com um garfo e depois junta essa polpa, gerada pelos tomates e os alhos, às lentilhas e envolva bem.

As lentilhas estão prontas a servir para acompanhar os mais variados pratos.

IMG_8393tbvwm

TBVstrip

 

 

 

 

Couve à Mineira

IMG_7898tbvwm

Cultivada desde de tempos que a memória já esqueceu a couve já era consumida nos tempos pré-históricos. Curiosamente na Roma Antiga era ingerida em quantidades generosas em casos de embriaguez pois já nessa altura haviam comprovado o seu efeito desintoxicante no organismo.

A couve está presente em vários pratos da culinária tradicional portuguesa. Não podemos esquecer o Caldo Verde, o Cozido à Portuguesa, as Salsichas Enroladas em Couve ou a Feijoada à Transmontana.

No Brasil, a Couve à Mineira está presente no Virado Paulista e é indispensável para acompanhar a Feijoada e claro a Picanha.

Não podíamos por isso deixar passar a oportunidade de fazer a nossa Couve à Mineira.

 

RECEITA

 

base logo destaque1

o acompanhamento perfeito para churrascos

 

Ingredientes:

  • 150g de couve cortada em caldo verde
  • 30g de bacon
  • 2 dentes de alho

IMG_7897tbvwm

Modo de Preparação:

Comece por escolher as folhas da couve, depois enrole-as e corte-as finamente (tipo caldo verde). De seguida lave bem com água fria corrente, para retirar o amargo, e coloque a escorrer num passador.

nota: se quiser pode usar couve já cortada para caldo verde que hoje em dia se encontra à venda em qualquer supermercado já pronta e embalada.

Frite o bacon, cortado às tirinhas, até ele soltar toda a gordura. Depois adicione os alhos, descascados e picados grosseiramente, e a couve.

Deixa-se cozinhar a couve nos próprios sucos até estar solta. Primeiro ela vai amolecer, depois a humidade começa a desaparecer e a couve solta-se completamente.

Tenha atenção para deixar desaparecer totalmente a humidade até a couve estar bem soltinha pois não deve ir para a travessa com qualquer vestígio de humidade.

Rectifique o sal e a Couve à Mineira está pronta a ir para a mesa!

IMG_7901tbvwm

TBVstrip

 

 

 

Farofa

IMG_7894tbvwm

Farofa, mas o que é a Farofa?

Prato popular por todo o Brasil a Farofa chegou até aos dias de hoje vinda dos tempos da época colonial.

Farofa é nada mais nada menos que farinha de mandioca escaldada ou torrada e geralmente passada por manteiga. No entanto há quem lhe adicione alguns ingredientes como bacon, linguiça, ovo, carne, cebola, cenoura…

Mas a Farofa simples, a mais Brasileira de todas, é o acompanhamento por excelência do churrasco, do arroz, do feijão, enfim ela está na mesa e presente em múltiplas ocasiões!

Nós também não conseguimos imaginar a nossa Picanha sem Farofa!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o sabor a torrado
  2. a leveza
  3. o crocante

 

Ingredientes:

  • 250g de farinha de pau (farinha de mandioca)
  • 30g de bacon
  • 30g de manteiga

nota: usamos a farinha de pau da Ferbar que achamos muito boa, no entanto também existe uma da Globo que já usámos.

 

Modo de Preparação:

Numa frigideira frite o bacon, cortado às tirinhas, até ele soltar toda a gordura. Depois retire-o para um prato e reserve.

Na gordura que ficou na frigideira junte a farinha e deixe torrar lentamente. Mantenha o lume baixo mexa a farinha com frequência para esta ficar bem solta e torrada por igual sem queimar.

Assim que a farinha adquirir um tom dourado junte a manteiga e envolva bem até que esta esteja completamente absorvida.

A sua Farofa está pronta a servir!

IMG_7890tbvwm

TBVstrip

 

 

 

Feijão Preto

IMG_7886tbvwm

Fazer Picanha e não fazer Feijão Preto é como “ir a Roma e não ver o Papa”!

Não há nada melhor do que colocar a Picanha no prato e depois, bem depois…depois  deixar cair lentamente o Feijão Preto, com aquele molhinho bem grosso e saboroso, sobre o arroz branco que já estava a jeito para o receber.

O Feijão Preto acompanha bem não só a Picanha mas qualquer carne grelhada ou frita, cá em casa é um acompanhamento preferencial e frequente.

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. a textura suave
  2. o molho grosso

 

Ingredientes:

  • 500g de feijão preto
  • 100g de chouriço
  • 100g de bacon
  • 1 cebola
  • 2 cravinhos
  • 3 dentes de alho
  • 2 folhas de louro
  • azeite
  • sal

 IMG_7889tbvwm

Modo de Preparação:

Ponha o feijão de molho de um dia para o outro.

No dia seguinte, escorra o feijão, coloque-o na panela de pressão e cubra-o com água. Deixe  um nível de água de dois dedos acima do feijão. Não ponha sal no feijão.

Feche a panela e ponha ao lume, assim que a panela der sinal de atingir  o nível de vapor conte 15 minutos e depois desligue o lume logo que a panela puder ser aberta escorra o feijão e reserve a água.

nota: se utilizar feijão de lata, escorra-o e guarde a água da lata, depois faça tudo igual. Apenas pode ter que rectificar a quantidade de água.

Num tacho, frite o chouriço e o bacon num fio de azeite até ficar bem fritinho. Depois retire-o e reserve.

No tacho em que ficou a gordura de fritar faça um refogado com azeite, a cebola picada, os alhos picados, o louro e os cravinhos. Deixe cozinhar até a cebola ficar transparente. Depois junte a água de cozer o feijão e deixe levantar fervura.

De seguida, retire o louro e os cravinhos e junte aproximadamente 100g de feijão. Triture o preparado com a varinha até obter um caldo cremoso, se necessário adicione mais um pouco de feijão.

Deixe ferver o molho que obteve durante aproximadamente 15 a 20 minutos para os sabores apurarem bem. Depois junte as carnes que reservou e o restante feijão.

Envolva bem, o Feijão Preto está pronto a servir!

IMG_7887tbvwm

TBVstrip

Ananás Grelhado

IMG_7883tbvwm

As Frutas Grelhadas são vistas por muitos como uma possibilidade de sobremesa, mas elas são muito mais do que isso. Hoje é vulgar encontrarmos pratos em que a fruta é utilizada como acompanhamento, os fondues, os churrascos, carnes variadas grelhadas, fritas ou no forno as frutas aparecem com frequência. Elas não só dão aquele toque especial como também ajudam a desenjoar do sabor por vezes intenso dos pratos que acompanham.

Ananás, pêssego, pêra, maça, manga, melão, laranja… todas podem ser grelhadas, apenas não as deixe passar do ponto ou queimar. Feitas na grelha, na chapa, na frigideira ou até no forno são um acompanhamento fantástico.

Para acompanhar a Picanha escolhemos Ananás Grelhado, a conjugação de sabores não podia ser melhor, o Ananás cabe na picanha como uma luva!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. uma opção diferente de acompanhamento
  2. fresco
  3. desenjoativo, equilibra o sabor forte das carnes

 

Ingredientes:

  •  1 ananás

 IMG_7881tbvwm

Modo de Preparação:

Corte o ananás às rodelas com mais ou menos 2cm de grossura. Não lhe retire a casca nem o centro.

Aqueça a chapa e quando esta estiver bem quente coloque em cima as rodelas de ananás. Deixe ficar 1 minuto de cada lado e está pronto.

nota: a chapa tem que estar mesmo muito quente para o ananás caramelizar de imediato, cozer por dentro e não largar sumo.

IMG_7882tbvwm

TBVstrip