Água Fresca de Ananás

IMG_7950tbvwm

Se elas estão na moda, vamos aproveitar e abusar…vamos escolher as nossas frutas de eleição e fazer com elas águas frescas para beber sempre que a sede aperta!

Para quem gosta muito de ananás, como nós, a Água Fresca de Ananás vai ser uma experiência única.

Todo o sabor da fruta nesta bebida que nos encanta a qualquer hora do dia ou da noite!!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o sabor incrível a ananás fresco
  2. o verdadeiro sumo de ananás

 

Ingredientes: 

  • 1/2 ananás
  • 1,5lt de água
  • 100g de açúcar
  • gelo q.b.

IMG_7948tbvwm

Modo de Preparação: 

Corte o ananás aos cubos, sem retirar a casca, e coloque no liquidificador com o açúcar e 200ml de água.

nota: pode descascar o ananás, mas vai perder muito do sabor que obtém se fizer desta forma

Bata muito bem até o ananás estar totalmente desfeito e liquido. Passe por um passador fino para para rejeitar todos os grumos que ficam das fibras e da casca.

Para terminar coloque num jarro, adicione a restante água e mexa.

Sirva bem fresco e com bastante gelo!

IMG_7951tbvwm

 

TBVstrip

Cocktail de Melancia

Durante o Verão a Melancia faz parte das nossas vidas, ela está por todo o lado aqui em casa. Podemos encontra-la no frigorífico a refrescar ou esbarrar com ela no corredor à espera de vez para ter lugar.

De um lado são as taças cheias de cubos cortados, já sem casca, frescos e a pedir para serem devorados, do outro a água fresca que está quase sempre disponível no frigorífico.

Com esta invasão, que nós próprios criamos, era impossível não pensar em fazer um Cocktail de Melancia para beber ao final da tarde, umas vezes com álcool, outras sem, dependendo do humor e da disposição…

Muito refrescante, encanta pela cor intensa e pelo sabor fantástico a fruta fresca, bendita Melancia!!

IMG_7590tbvwm

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. muito refrescante
  2. com álcool ou sem
  3. o cocktail ideal para crianças

 

Ingredientes: 

  • 1kg de melancia
  • 100ml de água lisa
  • 2 limas
  • 500ml Seven Up
  • hortelã q.b.
  • gelo q.b.

IMG_7596tbvwm.jpg

Modo de Preparação: 

Corte a melancia e retire-lhe a casca e as pevides, depois corte-a aos cubos.

Coloque a melancia no liquidificador, adicione a água e bata até a melancia estar totalmente desfeita.

Depois deite directamente no jarro a mistura com a polpa. Vai verificar que o líquido está espesso, é exactamente o que se pretende para obter um cocktail saboroso e encorpado.

Para terminar adicione o sumo das limas, a hortelã (uns dois pés previamente lavados) e mexa. Depois junte o gelo e a gasosa.

Sirva em copos baixos com gelo e umas folhas de hortelã, enfeite com uma palinha.

nota: se gostar de uma versão com álcool adicione em cada copo um shot de rum, vodka ou gin.

IMG_7598tbvwm

 

Testámos e gostámos…!

IMG_7595tbvwmstrip

 

 

 

 

Água Fresca de Melancia

IMG_7821tbvwm

A Melancia pertence à família Cucurbitaceae, como o pepino, o melão ou a abóbora. Originária das regiões da África tropical, começou a ser cultivada na Europa em meados do séc. XIII.

Sendo um fruto com um elevado teor em água, a melancia é bastante apreciada na altura de maior calor. É especialmente rica em vitamina C, potássio e licopeno, consistindo este ultimo num potente antioxidante que lhe fornece a cor avermelhada.

Os melhores meses para consumir melancia são os de Julho, Agosto e Setembro, onde este fruto apresenta as melhores características organolépticas.

Quando não é consumida na sua forma natural, a melancia é geralmente utilizada em sobremesas como gelados ou semi-frios e em bebidas como batidos, sumos de fruta ou águas frescas.

As águas frescas são uma bebida tradicionalmente Mexicana. Hoje em dia estão na moda e um pouco por todo o lado…

São bebidas sem álcool, elaboradas à base de frutas, das mais doces às mais ácidas, com muita água e eventualmente algum açúcar.

Por vezes também levam sementes e flores e existem variedades feitas a partir de alguns vegetais.

Podemos fazer água fresca de uma infinidade de sabores, a ideia é obter uma bebida fresca, natural, saborosa e revigorante e  bebê-la muito gelada.

A Água Fresca de Melancia é perfeita, leve e muito refrescante ou não fosse a melancia só por si cheia de sabor e água fresca!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. uma bebida muito refrescante
  2. o sabor agradável da melancia
  3. o toque, subtil, de hortelã e lima

IMG_7824tbvwm

Ingredientes: 

  • 1kg de melancia limpa
  • 200ml de água lisa
  • 2 limas
  • 400ml de água lisa (ou com gás)
  • hortelã q.b.
  • gelo q.b.

 

Modo de Preparação: 

Corte a melancia e retire-lhe a casca e as pevides (para obter 1 kg), depois corte-a aos cubos.

Coloque a melancia no liquidificador, adicione a água e bata durante 5 minutos até a melancia estar totalmente desfeita e liquida.

Passe por um passador para obter uma água fina, clarificada, livre de resíduos e coloque num jarro.

De seguida junte o sumo das limas (também passado pelo passador) e dois pés de hortelã, previamente lavados, mexa bem. Para terminar adicione a restante água e deixe descansar no frigorífico para perder a espuma (que se criou ao bater) e ficar bem gelada.

Sirva em copos de refresco ou copos grandes de pé, com cubos de gelo e umas folhas de hortelã.

nota: se achar a bebida ácida pode juntar-lhe açúcar a gosto, nós evitamos sempre adicioná-lo às águas frescas para deixar as bebidas mais naturais

IMG_7827tbvwm

 

Testámos e gostámos…!

IMG_7824tbvwmstrip

 

 

 

Kalimotxo

IMG_7519tbvwm

Quando questionamos a história de uma receita e procuramos a origem do nome encontramos quase sempre diversas versões e muitas vezes nunca se consegue saber exactamente porque se chama assim, como foi criada, como se popularizou ou como chegou até nós.

A História do Kalimotxo não é diferente, diz-se que apareceu no País Basco e que anda por aí desde 1970 tendo-se tornado um ícone da cultura Basca.

Primeiro chamaram-lhe Rioja Libre e Cuba Libre del Pobre e Kali mas em 1972 parece ter encontrado o seu nome actual e tornou-se uma bebida muito popular, estendeu-se a toda a Espanha, a alguns países da Europa e a outros lugares do mundo…

Hoje é bebida por milhares de pessoas e conhecida por diferentes nomes:

  • Kalimotxo, Kalimocho, Calimocho em Espanha
  • Mochete ou Jote no Chile
  • Catembe ou katemba em Angola, Moçambique e África do Sul
  • Vinhoca no Brasil
  • Vinho Cortado no Uruguai
  • Traçadinho no Algarve
  • Droguinha no Ribatejo

A bebida dos pobres que nasceu e cresceu nas tascas é hoje um verdadeiro cocktail de bar.

Começou por ser feita com vinhos baratos e a coca-cola servia exactamente para disfarçar essa situação. Hoje a realidade já não é bem essa e o Kalimotxo é preparado com vinhos de qualidade.

Existem algumas variações da bebida, podem adicionar-lhe aroma de Ouzo, Anis ou Licor de Amora. Mas o verdadeiro Kalimotxo é hoje um clássico e combina apenas duas bebidas, vinho tinto e coca-cola.

Não fosse pela imaginação de alguma mente brilhante e talvez o Kalimotxo nunca tivesse acontecido!

 

RECEITA

 

 base logo destaque1

  1. uma conjugação surpreendente
  2. uma forma diferente de beber vinho tinto

IMG_7516tbvwm

Ingredientes: 

  • 750ml de vinho tinto
  • 750ml de coca-cola
  • 1 limão em sumo (opcional)
  • limão q.b.
  • gelo q.b.

 

Modo de Preparação: 

Para poucas pessoas pode fazer doses individuais. Leve o vinho a coca-cola e gomos de limão para a mesa e os copos com gelo e meia rodela de  limão. Prepare o Kalimotxo no momento colocando no copo metade de vinho e metade coca-cola. (Como opção pode usar os gomos de limão e colocar um pouco de sumo na bebida)

Se fizer o Kalimotxo para muitas pessoas é mais fácil  utilizar jarros e colocar o vinho tinto, o sumo do limão e a coca-cola.

Sirva a bebida em copos de vidro curtos com bastante gelo e meia rodela de limão.

nota: as bebidas devem estar muito frescas, por isso conserve-as no frigorífico até ao momento de usar.

IMG_7518tbvwm

 

Testámos e gostámos…!

IMG_7513tbvwmstrip

Aperol Spritz

IMG_6575tbvwm

Aperol foi criado em 1919, mas só depois da Segunda Guerra Mundial alcançou o êxito que o tornou popular em toda a Itália chegando até aos dias de hoje em que já atravessou fronteiras e se tornou uma estrela em ascensão por todo o mundo alcançando um sucesso meteórico.

A sua cor fascinante de um laranja brilhante e eletrizante e o seu sabor único são fruto de uma receita que se mantêm inalterada desde 1919. Aperol, obtido através de ingredientes cuidadosamente seleccionados, incluindo laranjas doces e amargas e uma variedade de ervas e raízes que pelas proporções perfeitas o tornam uma bebida única e especial.

Aperol hoje é uma referência, o fantástico aperitivo Italiano vai mais longe e transforma-se em Aperol Spritz a bebida para beber durante todo o Verão. Ao longo de todo o dia ou de toda a noite.

Aperol Spritz nascido nos anos 50 e agora redescoberto é a imagem de uma vida jovem, moderna e alegre que contagia todos em todo o lado. Quase um verdadeiro “estilo de vida”!!

Por tudo isso e por muito mais…a nossa bebida deste Verão está escolhida, Aperol Spritz, o cocktail perfeito.

Com 11% de teor de álcool torna-se uma bebida fácil e simples mas muito especial que transporta consigo toda a atmosfera cosmopolita e internacional de um país como Itália, terra de artes, moda, beleza e paixão!

É impossível pegar num copo de Aperol Spritz e não nos sentirmos ao lado de “La Fontana di Trevi”!

 

RECEITA

 

base logo destaque1 

  1. A cor laranja brilhante
  2. O sabor único a laranja num misto de doçura e acidez que consegue um equilíbrio inebriante.
  3. Leve, doce e cítrico, com final herbáceo

 

IMG_6582tbvwm

Ingredientes: 

  • 3 partes  de Prosecco
  • 2 partes de Aperol
  • 1 splash se água com gás
  • gelo q.b.
  • 1/2 rodela de laranja

nota: pode substituir o prosecco por champanhe, espumante ou até por um vinho branco gaseificado

 

Modo de Preparação: 

Comece por colocar gelo no copo (particamente até cima)

De seguida, coloque o Prosecco, o Aperol e adicione um splash de água com gás.

Termine colocando meia rodela de laranja.

 IMG_6572tbvwm

notas:

certifique-se que tem bastante gelo e que o prosecco e a água estão bem frescos

pode ser servido em copos de Gin, nós preferimos servi-lo em copos de vinho tinto grandes

IMG_6581tbvwm

Testámos e gostámos…!

IMG_6582tbvwmstrip

Vinho Quente Aromatizado

img_5926tbvwm

Servido em vários países do Centro e Norte da Europa, o Vinho Quente é óptimo para dias frios.O Vinho Quente Aromatizado é por isso ideal para esta altura do ano em que o frio é intenso e se faz sentir nestes dias de festa.

É possível que alguns prefiram o tradicional champanhe fresco para festejar a passagem de ano. Porém desta vez, a pensar naqueles que por estes dias estão constipados, com dores de garganta e que não podem beber coisas frias deixamos esta opção para festejarem a entrada em 2017.

Se derem uma oportunidade ao Vinho Quente Aromatizado não se vão arrepender, ele é intenso, aromático, saboroso e vai aquecer-vos o corpo e a alma!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. uma forma diferente de beber vinho
  2. uma bebida forte
  3. aquece as mãos, os pés e a alma

 

Ingredientes:

  • 1 garrafa de vinho Tinto
  • 250ml de sumo de laranja
  • 125ml de brandy
  • 5 cravinhos da índia
  • 1 pau de canela
  • 3 c. (chá) de mel
  • 1 laranja
  • 1/2 limão

img_5929tbvwm

Modo de Preparação:

Num tacho coloque, cuidadosamente, o vinho, o sumo de laranja, o brandy, os cravinhos, a canela e o mel, com uma colher de pau mexa ligeiramente e coloque em lume brando a aquecer durante cerca de 20 minutos.

Tenha atenção para não deixar ferver.

Depois coloque numa terrina ou num jarro forte e junte as rodelas da laranja e do limão. Sirva quente, em copos grossos e resistentes.

img_5935tbvwm

Testámos e gostámos…!

 img_5928tbvwmstrip

Sangria de Vinho Verde

img_5155tbvwm

Único no mundo, o Vinho Verde produzido em Portugal na província do Minho é o segundo vinho português mais exportado, depois do Vinho do Porto.

O Vinho Verde tem Denominação de Origem Controlada e é produzido na Região Demarcada dos Vinhos Verdes, reconhecida desde 1908. E é um verdadeiro ex libris de Portugal no Mundo.

Devido às características especiais desta região em termos de solo, clima e água, obtém-se um vinho de moderado teor alcoólico, frutado e fácil de beber.

Naturalmente leve e fresco, o Vinho Verde é diferente dos restantes vinhos do mundo e muito apreciado por aqueles que nos visitam e o provam.

Ideal como aperitivo, para acompanhar saladas, peixes e mariscos. Desta vez foi a base para uma Sangria de Vinho Verde que conseguiu tirar a respiração aos mais cépticos às Sangrias.

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. um sabor agridoce diferente
  2. um travo “verde” acentuado
  3. uma frescura única

 

img_5157tbvwm

Ingredientes:

  • 1 garrafa de vinho verde
  • 500ml de gasosa
  • 150ml de rum
  • 2 limas
  • 1 pepino pequeno
  • 6 pés de menta
  • 1 cacho pequeno de uvas brancas
  • gelo q.b.

img_5153tbvwm

Modo de Preparação:

Num jarro coloque as uvas cortadas ao meio, deixe algumas inteiras para criar contraste.

Adicione 8 rodelas de lima cortadas finas e 8 rodelas de pepino igualmente finas.

Coloque o sumo de uma lima e o rum. Mexa e deixe ficar uns 20 minutos a descansar.

Para terminar junte o gelo, pelo menos uns 15 cubos, depois adicione o vinho e a gasosa, deite bem devagar para evitar perder o gás.

Junte as folhas de menta e dê uma última mexida leve. A Sangria está pronta!

img_5154tbvwm

 

Testámos e gostámos…!

img_5153tbvwmstrip