Bola de Sardinha

IMG_7132tbvwm

Bolas à muitas…esta é de sardinha!!

Com as sardinhas em alta e os santos populares aí à porta todas as desculpas são boas para uma sardinhada ou talvez não.

Nós vamos comê-las nesta fantástica Bola de Sardinha que dá mesmo a impressão de estar a comer a sardinha no pão.

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. A massa leve e fofa
  2. O sabor à sardinha no pão

 

Ingredientes:

Massa

  • 400ml de água
  • 1 saqueta de fermento de padeiro em pó
  • 1 c. sopa de açúcar
  • 600g de farinha sem fermento
  • flor de sal q.b.
  • azeite q.b.

nota: o fermento que nós usamos é fermipan, no entanto podem utilizar o que quiserem

 

Recheio

  • 10 sardinhas
  • 1 dente de alho
  • sal q.b.
  • azeite q.b.

IMG_7134tbvwm

Modo de Preparação

Massa

Coloque a água num recipiente, esta deve estar morna mas sem estar quente (como sai de esquentador está bem), e junte-lhe o açúcar e o fermento. Mexa bem para dissolver o fermento e deixe repousar durante 10 minutos. Vai ver que o preparado vai começar a espumar, é assim mesmo o fermento está a activar.

Numa tigela deite a farinha e adicione-lhe a água com o fermento envolvendo bem até começar a sentir a massa a soltar-se da tigela.

Nessa altura pegue na massa e coloque-a numa superfície enfarinhada e amasse durante 10 minutos. No fim do tempo coloque a massa novamente na tigela, tape com película aderente e guarde no frigorífico durante a noite.

nota: se fizer a massa no próprio dia tem que a deixar descansar pelo menos 2 horas tapada com um pano e num local reservado. A massa tem que duplicar de volume, antes disso não se pode utilizar.

 

Recheio

Lave e amanhe as sardinhas retirando os lombos, tempere com sal.

Numa frigideira coloque um fio de azeite até cobrir o fundo e o dente de alho partido ao meio com a pele. Depois coloque os lombos das sardinhas com a pele para cima e deixe fritar aproximadamente 2 minutos. Depois coloque-as num prato para arrefecerem ligeiramente e estão prontas a colocar na bola.

Dupla strip

Preparar a Bola

Retire a massa  do frigorífico e divida-a em duas partes. Coloque uma parte num tabuleiro previamente untado com azeite e com as pontas dos dedos vá espalhando a massa até cobrir o fundo totalmente.

Depois coloque as sardinhas por cima da massa, ao centro em duas camadas e regue com o azeite que ficou na frigideira.  Cubra com a massa que restou tendo o cuidado de não deixar buracos e de levar a massa bem até aos cantos.

Dupla strip 1

Regue a bola com um fio de azeite e  tape-a com um pano. Deixe levedar 45 minutos, a massa vai duplicar o volume e nessa altura está pronta para ir para o forno. No fim do tempo destape a bola e leve-a ao forno, pré-aquecido a 200ºC, durante 25 minutos.

Dupla strip 2

Tire a bola do forno e deixe descansar 10 minutos, depois desenforme, salpique com flor de sal e orégãos.

IMG_7138tbvwm

IMG_7146tbvwm

 

Testámos e gostámos…!

IMG_7136tbvwmstrip

Bruschetta de Sardinha

IMG_7035tbvwm

A Sardinha, é um peixe que pertence à família Clupeidae. O seu nome “sardinha” advém do seu local de origem, a ilha Sardenha, onde fora bastante abundante.

Em tempos, a sardinha foi o sustento de muitas famílias, mas nos dias de hoje, é considerada o peixe mais popular das festas de verão.

A Sardinha é um peixe bastante conhecido e apreciado pelos portugueses, especialmente nos meses de verão. É nessa altura do ano que o conteúdo lipídico e de ómega-3 se encontram mais elevados, tornando a sardinha ainda mais saborosa.

 É considerado um alimento altamente nutritivo, devido aos elevados teores em proteína e gordura polinsaturada, nomeadamente ómega-3, vitaminas e minerais, que vão desenvolver um papel protetor nas doenças cardiovasculares.

Na culinária, pode ser consumida nas mais diversas formas e composições gastronómicas, podendo ir desde o assado ao grelhado, na caldeirada ou na açorda. Mas é na brasa que o português mais aprecia este peixe.

Nós decidimos utilizar de conserva, para fazer esta fantástica Bruschetta de Sardinha.

 

RECEITAS

 

base logo destaque1

  1. Um sabor surpreendente
  2. Para nós a melhor forma de comer sardinhas de lata

 

Ingredientes: 

  • 4 sardinhas de lata
  • 4 fatias de broa
  • 1 pimento vermelho
  • 1 cebola
  • 1 dente de alho
  • 4 azeitonas
  • 2 pés de salsa
  • raspa de limão q.b.
  • azeite q.b.

 

nota: para fazer a bruschetta escolha uma conserva de sardinhas de boa qualidade. Nós utilizamos sardinhas de conserva da Campos Santos ou da Minerva.

IMG_7039tbvwm

Modo de Preparação:  

Corte os pimentos em tiras. Numa frigideira aqueça um fio de azeite e refogue o pimento até amolecer. Reserve.

De seguida descasque a cebola e corte-a em meias luas. Descasque o dente de alho e corte-o finamente em rodelas. Numa frigideira coloque um fio de azeite e adicione a cebola e o alho e deixe cozinhar até a cebola estar totalmente quebrada e levemente dourada. Reserve.

Abra a lata das sardinhas e escorra cuidadosamente para estas não caírem nem se desmancharem.

nota: também pode utilizar sardinhas frescas. Para isso tem que fazer os filetes e numa frigideira com um fio de azeite fritá-los cerca de 2 minutos (apenas de um lado) com a pele virada para cima.

Disponha as fatias de broa numa tábua (ou num prato ou travessa) e coloque sobre estas o pimento, depois junte a cebola. Por cima coloque uma sardinha.

Para terminar salpique cada fatia com as azeitonas e a salsa previamente picadas. Depois coloque a raspa do limão e um fio de azeite.

IMG_7038tbvwm

 

Testámos e gostámos…!

IMG_7041tbvwmstrip

Rolo Frio de Peixe

IMG_6682tbvwm

Há primeira vista quase nos deixamos enganar e pensamos: será que vamos começar pela sobremesa??

Rolo Frio de Peixe, com o seu formato de torta deixa a dúvida no ar! Não fossem as azeitonas que rapidamente nos chamam à razão e possivelmente o nosso subconsciente iria começar a divagar.

As coisas bonitas não têm sempre que ser complicadas e difíceis de realizar, nem sempre é preciso passar horas na cozinha para preparar um prato que vai deixar os convidados de boca aberta!!

O Rolo Frio de Peixe é um prato que se faz com ingredientes simples, de forma “descomplicada” mas que ainda assim nos conquista logo que chega à mesa. Com um aspecto elegante, este prato frio e saboroso encontra o seu ponto alto quando se junta com o Molho Gribiche.

RECEITA

base logo destaque1

  1. Fácil de executar
  2. Uma forma fantástica de pôr todos a comer peixe
  3. Uma entrada com estilo

 

 Ingredientes:

  • 3 batatas médias
  • 3 cenouras
  • 200g de ervilhas
  • 3 filetes de pescada (ou outro peixe branco)
  • 3 palitos de delícias do mar
  • 3 pés de salsa
  • noz-moscada
  • sal
  • pimenta
  • 1c. (sopa) de molho gribiche
  • molho gribiche q.b. para barrar

nota: pode substituir o molho gribiche por uma maionese à sua escolha

IMG_6683tbvwm

Modo de Preparação: 

Coza as batatas, as cenouras e as ervilhas. Quando estiver tudo cozido, escorra e com um esmaga batatas reduza tudo a puré. Adicione a noz-moscada e a pimenta e rectifique o sal. Reserve.

Coza os filetes e depois escora-os bem e com a ajuda de um garfo desfaça-os ligeiramente. Pique as delícias do mar e coloque-as com o peixe numa tigela. Junte a salsa picada e uma colher de sopa de molho gribiche. Envolva tudo muito bem.

Corte uma película aderente  e coloque sobre a bancada de forma a que fique bem esticada e direita. Disponha o puré sobre a película e alise, cuidadosamente,  para formar um rectângulo (30X20 aprox.) com 1 cm de espessura.

Depois coloque o preparado de peixe sobre o puré, de um dos lados, e barre com o molho.

IMG_6656tbvwm

Para terminar enrole, partindo do lado que tem o peixe, com a ajuda da película e ajustando com as mãos de forma a que o rolo fique bem firme. Enrole bem a película nas pontas torcendo-a até estar apertada.

Com as mãos, alise bem o rolo para este ficar direito e sem marca da junção do puré. Guarde no frigorífico até ao momento da refeição.

Quando for servir, coloque o rolo numa travessa, enfeite com azeitonas e acompanhe com Molho Gribiche.

nota: nós servimos num prato de torta

IMG_6686tbvwm

IMG_6693tbvwm

Testámos e gostámos…!

IMG_6686tbvwmstrip

Filetes em Broa com Molho Verde

IMG_6456tbvwm

Os filetes leves e simples sem um sabor muito definido esperam encontrar no acompanhamento um lugar de destaque.

É aí que entra a broa de milho com o seu sabor inigualável, um sabor de antigamente que continua actual e que transporta muitos pratos para uma nova dimensão.

A simplicidade dos filetes colocados sobre a boa, o molho verde e depois…depois uns breves instantes de forno bastam para que os Filetes em Broa com Molho Verde se transformem num prato a repetir 1,2,3…infinitas vezes!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o sabor da broa
  2. o molho verde
  3. o contraste de sabores

 

Ingredientes: 

 Molho

  • 8 pés de coentros
  • 1 dente de alho
  • 1 pitada de sal
  • azeite q.b.

 

Filetes

  • 3 filetes
  • 3 fatias de broa
  • 1 dente de alho
  • 50g de manteiga
  • azeite

nota: nós usámos  Broa de Milho da Serra da Estrela à venda no Continente em metades com 500g

IMG_6455tbvwm

Modo de Preparação: 

Molho

Num almofariz, coloque uma pitada de sal, o dente de alho e os coentros partidos aos bocados. Esmague tudo até formar uma pasta e depois junte um fio de azeite e mexa bem até obter um molho grosso.

Filetes

Corte 3 fatias de broa com cerca de 1 cm de espessura e coloque-as num tabuleiro.

Derreta a manteiga com o alho picado e passe nas fatias de broa. Reserve.

Numa frigideira com um dedo de altura de água escalde os filetes durante 3 minutos. Retire-os e deixe-os escorrer bem para libertarem toda a água.

de seguida coloque cada filete sobre uma fatia de broa e leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, entre 15 a 20 minutos (20 minutos se gostar da broa bem tostada).

Quando faltarem 5 minutos para terminar o tempo regue cada filete com o molho e deixe ficar o restante tempo. Depois está pronto a servir!

IMG_6461tbvwm

baselogosegredos1

  1. Corte as pontas finas aos filetes para estes não enrolarem ao serem escaldados e também para os deixar com um formato uniforme.

 

Testámos e gostámos…!

IMG_6461tbvwmstrip

Bacalhau à Dafundo

img_5614tbvwm

Cruz Quebrada – Dafundo antiga freguesia do concelho de Oeiras, hoje integrada na união de freguesias de Algés, Linda-a Velha e Cruz Quebrada/Dafundo.

Tem como santo padroeiro O Senhor Jesus dos Aflitos e lá podemos encontrar o Aquário Vasco da Gama.

Mas isto tudo perde a importância quando nos lembramos que ali vivem uns amigos do coração. Com eles partilhámos já muitos momentos e passámos muitas horas à volta da mesa a desfrutar de belos petiscos, bom vinho e melhor prosa.

Foi num desses momentos, que falando de bacalhau eles comentaram esta receita que criaram a partir da sua imaginação e à qual deram o nome da sua morada. Divertido, achámos nós e ficámos com ideia nela para o Natal.

Assim este ano a nossa proposta para o prato do “fiel amigo” é Bacalhau à Dafundo um prato simples mas absolutamente delicioso. Cheio de ingredientes tradicionais que o tornam tão sofisticado.

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. a receita ideal para muita gente
  2. fácil de fazer

 

Ingredientes:

  • 5 postas de bacalhau
  • 1kg batatas
  • 3 ovos
  • 4 cebolas grandes
  • 300g de grelos ou espinafres
  • 300g de queijo da ilha
  • 300g de broa
  • azeite q.b.

img_5622tbvwm

Modo de Preparação:

Primeiro coza o bacalhau, retire-o para uma travessa depois de cozido e aproveite a água para cozer as batatas descascadas mas inteiras. Quando as batatas estiverem cozidas (não as deixe cozer demasiado para não se desfazerem) tire-as do tacho coloque-as num escorredor.

Escalde os grelos na mesma água, retire-os e coloque-os a escorrer. Num tacho separado coloque os ovos a cozer.

Limpe o bacalhau de peles e espinhas e descasque os ovos.

Descasque as cebolas, corte-as em meias luas finas e coloque-as numa frigideira com um fio de azeite a cobrir o fundo. Deixe a cebola alourar e junte-lhe o bacalhau, envolva cuidadosamente e reserve.

Está na altura de construir o tabuleiro, comece por cortar as batatas às rodelas e coloque-as a forrar o fundo do tabuleiro. De seguida disponha sobre as batatas o bacalhau com a cebola.

Corte os ovos às rodelas e coloque-os sobre o bacalhau. (nós não quisemos exagerar nos ovos, o ideal seria colocar 5 ovos)

dupla-strip-1

De seguida ponha os grelos por cima dos ovos, o queijo da ilha ralado, na altura, e para terminar a broa picada grosseiramente.

dupla-strip-2

img_5610tbvwm

Leve o tabuleiro ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante aproximadamente 40 minutos. A ideia é deixar o queijo derreter e a broa ficar gratinada.

Retire do forno e sirva de imediato.

img_5625tbvwm

img_5643tbvwm

Testámos e gostámos…!

img_5620tbvwmstrip

 

Pastéis de Bacalhau

img_5169tbvwm

A primeira receita oficial data de 1904 e dava a conhecer os ingredientes e a forma de confecção mas nada revelava em relação às quantidades. Talvez por isso e devido às diferentes tentativas feitas desde então para encontrar uma fórmula certa sejamos actualmente brindados com algumas variações da receita.

Mais de um século passado e os Pastéis de Bacalhau atravessaram fronteiras e podem ser encontrados um pouco por toda a região Mediterrânica, sendo também muito populares em Angola e no Brasil.

Classificados como finalistas às 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa, os Pastéis de Bacalhau são sem dúvida uma das suas especialidades.

A única dúvida que pode por vezes subsistir é se devem ser chamados Pastéis de Bacalhau, como são conhecidos no centro e sul do país ou Bolinhos de Bacalhau como lhes chamam no Norte??!!

Nós por aqui vamos continuar a chamar-lhes Pastéis de Bacalhau, mas qualquer que seja o nome estes fritos são absolutamente deliciosos, um petisco do melhor e fazem as delícias de muitos…

 

RECEITA

 

 

base logo destaque1

  1. a receita feita à antiga
  2. a textura

 

Ingredientes:

  • 1kg de bacalhau (cozido e limpo)
  • 750g de batatas (cozidas)
  • 1 cebola grande
  • 6 dentes de alho
  • 100ml de azeite
  • 15 pés de salsa
  • 3 ovos xl
  • sal q.b.
  • pimenta q.b.
  • noz-moscada q.b.
  • óleo para fritar q.b.

img_5174tbvwm

Modo de Preparação:

Comece por cozer o bacalhau, durante aproximadamente 10 minutos. Depois retire-o da água (não a deite fora) e coloque-o a escorrer num passador para secar bem. Quando tiver arrefecido, retire-lhe todas as espinhas e peles.

Coloque o bacalhau num pano e amasse bem com a mão para o desfiar completamente. Reserve.

strip

Coza as batatas na água do bacalhau até ficarem macias (o tempo de cozedura vai depender muito da qualidade da batata), experimente com um palito para ver se estão cozidas e então escorra-as e deixe-as a arrefecer num passador.

Entretanto pique finamente a cebola e os alhos e leve a refogar no azeite até estarem bem alourados.

Está na altura de juntar tudo, coloque o bacalhau numa tigela e adicione-lhe as batatas passadas pelo esmaga batatas e envolva bem os dois ingredientes.  Junte à mistura o refogado, a salsa picada, a pimenta, a noz-moscada e rectifique o sal.

img_5144tbvwm

Com as mãos (sim, tem mesmo que ser com as mãos) amasse muito bem até obter uma massa bastante homogénea e consistente. Junte os ovos um a um e volte a amassar energicamente até  conseguir com uma mão fazer uma bola de massa que se descole com facilidade. A massa está pronta para ser moldada.

img_5145tbvwm

Com a ajuda de 2 colheres de sopa molde os pastéis de bacalhau. Coloque um bocado de massa numa colher e ajeite-a, depois passe de uma colher para a outra até obter a forma do pastel. Vá colocando os pastéis num tabuleiro.

strip1

Para terminar frite os pastéis em óleo bem quente até ficarem dourados. Depois coloque-os numa travessa e enfeite com salsa e gomos de limão.

Aí está à sua espera um almoço dos céus ou um petisco para o fim da tarde.

img_5172tbvwm

 

img_5187tbvwm

baselogosegredos1

  1. preferencialmente coza o bacalhau e as batatas na noite anterior pois assim a água vai ficar totalmente escorrida o que é um benefício para a confecção desta receita
  2. tem que  conseguir fazer uma bola de massa que se descole com facilidade da mão, se isso não acontecer a massa não está no ponto
  3. se ao fazer a bola com a massa esta se começar a separar ou a esfarelar isso significa que tem falta de ovos. Nós utilizámos 3 ovos Continente XL, se utilizar outro tipo de ovos o segredo é ir colocando um a um e amassando até ter a consistência certa
  4. amassar à mão é fundamental para aglutinar bem os elementos
  5. ajustar bem as pontas dos pastéis para não abrirem durante a fritura

 

nota: para congelar coloque os pastéis de bacalhau num tabuleiro e leve ao congelador para ficarem firmes. Depois é só colocar numa caixa e guardar para utilizar mais tarde. Nessa altura basta tirar e fritar. Não se descongelam. Quando são fritos congelados devem deixar-se descansar 5 minutos após a fritura para que o calor chegue até ao centro

img_5193tbvwm

 

Testámos e gostámos…!

img_5174tbvwmstrip

 

Bola de Bacalhau

img_4150tbvwm

Se a história estiver correta a primeira Bola de Lamego terá sido produzida em 1139, nas festas realizadas durante a aclamação de D. Afonso Henriques como rei.

Foram tantas as pessoas que se juntaram nessa altura que a cidade não estava preparada, então num rasgo de génio, bem à portuguesa, alguém se lembrou de juntar à farinha de trigo carnes de porco criando um pão diferente, recheado e saboroso que depois de sair do forno de lenha foi considerado um manjar. Estava criada a Bola!!

Existem muitas variantes e diferentes receitas da Bola de Lamego, mas todas nasceram inspiradas naquela que é a mais famosa de Portugal.

Podem ser de presunto, salpicão, chouriço, fiambre, pá fumada, carne em vinha-de-alhos, sardinhas, bacalhau…que são sempre de deixar qualquer mortal sem palavras.

A Bola pode ser servida como entrada, petisco, lanche ou até como refeição ligeira. A nossa Bola de Bacalhau serve todos estes critérios e não deixa ninguém indiferente.

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. a massa leve e fofa
  2. o recheio suculento
  3. a crosta levemente crocante com o azeite e a flor de sal

 

Ingredientes:

 Massa

  • 400ml de água
  • 1 saqueta de fermento de padeiro em pó
  • 1 c. sopa de açúcar
  • 600g de farinha sem fermento
  • 12 azeitonas cortadas ao meio
  • flor de sal q.b.
  • azeite q.b.

 nota: o fermento que nós usamos é fermipan, no entanto podem utilizar o que quiserem

Recheio

  • 400g de bacalhau demolhado
  • 2 cebolas médias
  • azeite q.b.
  • 3 folhas de louro
  • 5 dentes de alho
  • 1 c. (café) de açafrão

img_4146tbvwm

Modo de Preparação

Massa

Coloque a água num recipiente, esta deve estar morna mas sem estar quente (como sai de esquentador está bem), e junte-lhe o açúcar e o fermento. Mexa bem para dissolver o fermento e deixe repousar durante 10 minutos. Vai ver que o preparado vai começar a espumar, é assim mesmo o fermento está a activar.

Numa tigela deite a farinha e adicione-lhe a água com o fermento envolvendo bem até começar a sentir a massa a soltar-se da tigela.

Nessa altura pegue na massa e coloque-a numa superfície enfarinhada e amasse durante 10 minutos. No fim do tempo coloque a massa novamente na tigela, tape com película aderente e guarde no frigorífico durante a noite.

 

Recheio

Coza o bacalhau, durante aproximadamente 15 minutos, escorra-o e deixe arrefecer ligeiramente e depois limpe-o de peles e espinhas e lasque-o.

Coloque um fio de azeite na frigideira e frite o bacalhau até este perder totalmente a água. Reserve.

Na mesma frigideira coloque um fio de azeite até cobrir o fundo, adicione o louro e frite a cebola até ela ficar dourada. De seguida junte o bacalhau e os alhos picados e envolva tudo para que todos os ingredientes fiquem bem misturados. Para terminar adicione o açafrão e mexa até a cor do recheio ficar uniforme. Desligue o lume e deixe arrefecer.

img_4156tbvwm

Preparar a Bola

Retire a massa  do frigorífico e divida-a em duas partes. Coloque uma parte num tabuleiro previamente untado com azeite e com as pontas dos dedos vá espalhando a massa até cobrir o fundo totalmente.

Depois coloque o recheio por cima da massa espalhando bem para cobrir toda a superfície da mesma.  Tape o recheio com a massa restante tendo o cuidado de não deixar buracos e de levar a massa bem até aos cantos.

Coloque as azeitonas pressionando-as ligeiramente para dentro da massa. Regue com um fio de azeite e  tape com um pano. Deixe levedar 45 minutos.

img_4121tbvwm

No fim do tempo, destape e polvilhe de forma regular com a flor de sal. Leve ao forno, pré-aquecido a 200ºC, durante 30 minutos.

Quando retirar a Bola regue-a com um fio de azeite e deixe-a descansar 10 minutos. Depois está pronta para servir.

 Acompanhe com um bom vinho ou um espumante!!

img_4160tbvwm

Testámos e gostámos…!

img_4146tbvwmstrip