Pataniscas de Bacalhau

IMG_9077tbvwmAs Pataniscas de Bacalhau fazem parte do repertório da nossa gastronomia e são um dos pratos mais tradicionais.

Quem não gosta de umas Pataniscas comidas à mão com uma fatia de pão? E no prato com um belo arroz de feijão?

As Pataniscas são um petisco que não conseguimos dispensar!

 

RECEITA

base logo destaque1

  1. fáceis de fazer
  2. crocantes por fora macias por dentro
  3. muito versáteis, podem ser entrada, petisco, refeição…

IMG_9080tbvwmIngredientes: 

  • 400g de bacalhau
  • 2 cebolas pequenas
  • 200g de farinha de trigo (Espiga 65)
  • 120ml de água
  • 2 ovos XL
  • azeite q.b.
  • noz-moscada
  • sal q.b.
  • pimenta q.b.
  • 12 pés de salsa
  • óleo para fritar q.b.

IMG_9084tbvwmModo de Preparação: 

Comece por cozer o bacalhau, escorra-o e deixe arrefecer. Depois retire-lhe as peles e as espinhas e desfie-o.

De seguida, descasque as cebolas, pique-as grosseiramente e numa frigideira com o fundo  coberto de azeite refogue-as até ficarem translucidas.

Numa tigela misture a cebola refogada com o bacalhau desfiado e misture bem. Adicione a farinha, os ovos inteiros, o sal, a pimenta, a noz-moscada, a salsa bem picada e por fim a água. Envolva tudo para obter uma mistura homogénea.

nota: a água está medida para ovos XL, caso utilize outros terá necessidade de ajustar a água, faça-o tendo em conta que a massa deve ser consistente e que quanto mais água, mais a patanisca vai absorver óleo

Numa frigideira coloque aproximadamente 2 centímetros de óleo, deixe-o aquecer a 180ºC e depois com uma colher de sopa vá colocando colheradas da massa no óleo e deixe fritar, de ambos os lados, até estarem douradas.

Sirva as pataniscas com pão, com arroz de feijão (ou outro), com salada e se possível com uma Maionese de Pimento.

IMG_9085tbvwmTBVstrip

 

 

 

 

 

Anúncios

Bolinhas de Frango com Alho

IMG_9701tbvwmJá aqui falámos de frango algumas vezes, inclusive na Rubrica Nutrição, ele está bastante presente nas nossas refeições diárias e por isso procuramos sempre formas diferentes de o confeccionarmos.

As Bolinhas de Frango com Alho são a “nova moda” cá em casa, elas servem como entrada, como petisco e até mesmo como refeição. Não conseguimos parar de as comer nas mais diversas ocasiões.

Estas, caros amigos, vieram para ficar!

 

RECEITAS

base logo destaque1

  1. o sabor a alho e manteiga
  2. o interior húmido
  3. fácil de fazer

Ingredientes: 

  • 1,2 kg de peito de frango
  • 6 dentes de alho
  • 2 ovos XL
  • 14 c. (sopa) pão ralado
  • 1 c. (sobremesa) pimentão doce
  • sal q.b.
  • pimenta preta a gosto
  • 120g de manteiga fria
  • pão ralado para panar
  • óleo para fritar

IMG_9703tbvwmModo de Preparação: 

Comece por picar o frango, de seguida coloque-o numa tigela e junte, os alhos bem picados, os ovos, as colheres de pão ralado, o pimentão doce, o sal e pimenta preta a gosto.

Envolva tudo muito bem até despegar da tigela e formar uma “pasta” moldável.

IMG_9690tbvwmRetire as 120 gramas de manteiga do frigorífico e corte-a em cubinhos muito pequenos.

Com as mãos, molde bolinhas, aproximadamente, do tamanho de bolas de golfe, faça um buraquinho e recheie com 3 quadradinhos de manteiga. Depois volta-se a fechar o espaço que abriu certificando-se que a manteiga fica bem no interior.

Dupla stripDupla strip1Para terminar passe as bolinhas por pão ralado e leve-as ao frigorífico num tabuleiro durante uns 15 minutos.

Frite em óleo abundante e bem quente até estarem bem douradinhas. Por se tratar de frango devem ficar bem passadas.

IMG_9704tbvwmIMG_9707tbvwmnotas:

a quantidade de alho fica ao critério de cada um, 6 dentes de alho dão um sabor bem intenso por isso decida a gosto

se for para servir como aperitivo é conveniente fazer bolinhas pequenas, só com um quadradinho de manteiga, para se poderem comer inteiras. Assim a manteiga não vai sair do interior.

as Bolinhas de Frango com Alho podem congelar-se para fritar mais tarde

o pão ralado que sobrar de panar as bolinhas deita-se fora, assim como a manteiga do recheio, uma vez que estiveram em contacto com o frango cru não se devem aproveitarTBVstrip

 

 

 

 

 

 

 

Baguete Recheada

IMG_8991tbvwmBaguete é uma variedade de pão francês, podemos dizer sem qualquer dúvida que é o mais conhecido internacionalmente e seguramente o mais vendido  em toda a França.

Ao andar pelas ruas de qualquer cidade francesa vai inevitavelmente cruzar-se com pessoas que levam uma ou mais baguetes de baixo do braço e que na maior parte das vezes a estão a comer. Pode parecer estranho, mas para os franceses é absolutamente normal, parece quase um ritual fazer tal coisa.

A baguete com o seu formato longo, macia por dentro e crocante por fora tem uma crosta dourada e estaladiça absolutamente deliciosa. O seu aroma quando acabada de cozer é inigualável e impossível de resistir.

A Baguete Recheada, é tudo isso mas com recheio, um recheio cremoso, aromático e fresco, ideal para entradas, lanches e petiscos.

 

RECEITA

base logo destaque1

  1. fácil e rápido de fazer
  2. o recheio cremoso e fresco

IMG_9003tbvwmIngredientes:

  • 1 baguete redonda
  • 100g de azeitonas verdes sem caroço
  • 100g de delícias do mar
  • 200g de queijo creme
  • 2 c. (sobremesa) de iogurte grego
  • 2 c. (chá) de mostarda
  • manjericão q.b.
  • pimenta preta q.b.

IMG_8987tbvwmModo de Preparação:

Corte a baguete às rodelas com aproximadamente 3 cm de espessura e retire o miolo do centro com cuidado para que o pão não se parta.

IMG_8985tbvwmPique as azeitonas e as delícias do mar grosseiramente e coloque tudo numa tigela. Adicione o queijo creme à temperatura ambiente (para que seja fácil de envolver) e o iogurte grego. Mexa bem para obter uma pasta homogénea.

Para terminar junte a mostarda, o manjericão finamente picado e a pimenta a gosto. Envolva tudo muito bem.

Depois com a ajuda de uma colher de chá recheie as rodelas de baguete e disponha-as numa tábua (ou travessa). Decore com manjericão, está pronto a servir!

IMG_8993tbvwm

IMG_8997tbvwmTBVstrip

Chocos com Tinta

IMG_7772tbvwmOs Chocos com Tinta ou se amam ou se odeiam! Nós, definitivamente, estamos entre os primeiros. Uns Chocos com Tinta vão bem em qualquer altura, basta lembrar que é logo toca a fazer.

E não, não temos essa “coisa” da tinta que é preta e da boca que fica pintada e da língua que fica escura. Tudo isso é esquecido e secundário, porque o que interessa mesmo é comer uns fantásticos Chocos com Tinta, muita tinta…

O sabor é divino, ligeiramente ocre e salgado mas sem saber a peixe, o aroma leve a mar desperta-nos os sentidos e a cor preta forte e intrigante chama a nossa atenção. Enfim um mistério da nossa cozinha que nos deixa felizes!

 

RECEITA

base logo destaque1

  1. a cor preta causa admiração
  2. o sabor especial da tinta

IMG_7768tbvwmIngredientes:

  • 1kg de chocos
  • 16g de tinta (se utilizar de frasco ou saquetas)
  • 1 cebola média
  • 2 dentes de alho
  • 15 pés de salsa
  • azeite q.b.
  • sal q-.b.
  • pimenta q.b.

nota: se optar por usar chocos limpos congelados, pode encontrar a tinta de choco da marca Nortindal (Tinta de Sepia) em frasco no El Corte Inglés  ou em saquetas (4x4g) no Jumbo.

IMG_7771tbvwmModo de Preparação:

Se utilizar chocos frescos a primeira coisa a fazer é amanhar os chocos. Para isso comece por retirar cuidadosamente todo o interior e a pele, tendo o cuidado de reservar os saquinhos de tinta dos chocos. Aproveite os tentáculos,  retire-lhes os “olhos”, o “bico e a pele. Para terminar lave muito bem os chocos e os tentáculos e ponha-os a escorrer.

Cuidadosamente abra os saquinhos da tinta e deite-a para uma tigela, reserve.

Depois de ter os chocos amanhados e lavados, abra-os e faça-lhes uns golpes para os grelhar mais facilmente. Grelhe de ambos os lados, mas tenha atenção ao tempo para não ficarem rijos. Os tentáculos são grelhados inteiros.

IMG_7767tbvwmDepois de grelhados corte os chocos aos quadrados e coloque-os numa taça. Pique a cebola, os alhos e a salsa e adicione aos chocos.

Tempere com azeite, sal e pimenta a gosto e junte a tinta. Envolva tudo muito bem.

Sirva com batatas cozidas.

IMG_7776tbvwmTBVstrip

 

 

 

 

Cestinhos de Curgete e Chouriço

IMG_9201tbvwm“Os olhos também comem” é uma expressão que encaixa aqui na perfeição. Quando olhamos para estes Cestinhos de Curgete e Chouriço não podemos ficar indiferentes ao seu aspecto simultâneamente simples e sofisticado.

São lindos, dizem uns; tão engraçados dizem outros; que aspecto magnífico…enfim os comentários são muitos e ilustram bem a reacção imediata que todos têm à imagem destes Cestinhos.

Mas quando lhes dão a primeira dentada as reacções também são o máximo, entre ah, oh, eh, hum, uau…a surpresa do recheio suave e húmido que se derrete na boca provoca uma catadupa de interjeições que se vão atabalhoando entre cada mordidela.

E assim de mordidela em mordidela e de ah em oh os Cestinhos vão desaparecendo e não fica nenhum para contar a história!

 

RECEITA

base logo destaque1

  1. uma entrada para impressionar
  2. a massa estaladiça
  3. o recheio húmido e suave

IMG_9207tbvwm

Ingredientes:

para 12 cestinhos

  • 1 embalagem de massa filo (6 folhas)
  • 1 cebola grande
  • 2 dentes de alho
  • 500g de curgete
  • 50g de chouriço
  • 100g de queijo da ilha
  • 5 ovos XL
  • 200ml de leite gordo
  • 1 limão
  • azeite q.b.
  • sal q.b.
  • pimenta q.b.
  • piripiri q.b. (opcional)
  • 12 pés de coentros
  • 25g de manteiga

IMG_9216tbvwm Modo de Preparação: 

Rale a curgete grosseiramente, coloque-a num escorredor,  salpique bem com sal e deixe ficar a repousar mais ou menos 10 minutos. Depois aperte bem a curgete de forma a retirar-lhe a maior parte de água possível. Reserve.

Descasque e pique a cebola e os alhos. Corte o chouriço em cubinhos bem pequenos.

Numa frigideira coloque o chouriço e deixe fritar até ficar lourinho, depois retire-o para um prato e na mesma frigideira adicione um fio de azeite e frite a cebola até esta ficar translúcida. Depois junte o alho e a curgete e deixe cozinhar mais ou menos 3 a 4 minutos. Apague o lume e deixe arrefecer.

Numa tigela bata os ovos, adicione o leite, a raspa do limão, os coentros bem picados e o queijo ralado grosseiramente, mexa bem. Tempere com sal, pimenta e piripiri a gosto. De seguida adicione o chouriço e o preparado de curgete e envolva tudo para obter uma mistura homogénea.

Corte as 6 folhas de massa filo em 2 tiras ao comprimento e 3 tiras à largura, vai obter 36 quadrados (não têm que ficar perfeitos). Utilize três quadrados por cada cavidade da forma.

nota: se não tiver formas para 12 queques pode usar formas individuais, o processo é exactamente o mesmo. Apenas coloque as formas num tabuleiro para levar ao forno.

Derreta a manteiga e com um pincele unte bem cada cavidade, depois disponha em cada uma delas a massa filo e pincele também o interior da massa com manteiga.

IMG_9198tbvwmPara terminar encha as formas e leve ao forno, pré-aquecido a 150ºC, durante 30 minutos. Retire do forno, deixe arrefecer ligeiramente e desenforme com muito cuidado para não partir a massa filo.

Sirva acompanhado por uma salada verde!

IMG_9211tbvwmIMG_9213tbvwmTBVstrip

Caldeirada de Mexilhões

IMG_9195tbvwmCaldeiradas à muitas e algumas são famosas, como a de Peniche, a de Sesimbra, à Algarvia, à Pescador…

Os peixes são variados e as formas de confeccionar são umas mais simples, outras mais complicadas mas existem caldeiradas para todos os gostos.

A Caldeirada de Mexilhões não leva peixe e é muito simples de fazer, no entanto é um verdadeiro petisco de “comer e chorar por mais”!

 

RECEITA

base logo destaque1

  1. o sabor único do caldo
  2. muito fácil de fazer

IMG_9189tbvwmIngredientes: 

Caldeirada de Mexilhões

  • 2kg de mexilhão
  • 1 cebola
  • 4 dentes de alho
  • 1 pimento vermelho
  • 1 c. (sopa) de manteiga
  • 2 c. (sopa) de azeite
  • 1 c. (sopa) de massa de pimento (ou de pimentão)
  • 1 c. (sopa) de massa de malagueta
  • 1 c. (café) de sementes de funcho em pó
  • 1 c. (café) de coentros em pó
  • 1 c. (café) de açafrão
  • pimenta q.b.
  • 1 c. (sobremesa) de mostarda
  • 2 limões
  • 150ml de cerveja
  • 1 cubo de caldo de marisco
  • sal q.b.
  • 10 pés de salsa

notas:

se não tiver mexilhão fresco pode optar por versões refrigeradas/congeladas mexilhão cozido ao vapor refrigerado Pescanova 

a massa de malagueta  (também chamada de pimenta da terra ou pimenta moída) é um produto Açoriano que nós compramos no Jumbo. Serve para intensificar o sabor da caldeirada, no entanto se não tiver este ingrediente disponível pode optar por não pôr ou por substituir por uma malagueta vermelha fresca limpa de sementes e laminada.

Pão Frito

  • pão de Martilongo fatiado (ou outro do género)
  • 1 dente de alho
  • azeite q.b.

IMG_9194tbvwmModo de Preparação: 

Caldeirada

Num tacho coloque a manteiga e o azeite, depois adicione o pimento previamente cortado às tiras, a cebola cortada em meias luas, e o alho laminado. Deixe fritar  durante 5 minutos.

De seguida junte a massa de pimento, a massa de malagueta, as sementes de funcho, os coentros em pó, o açafrão, a pimenta, a mostarda, o sumo de 1 limão, a cerveja, o cubo de caldo de marisco e deixe levantar fervura. Depois espere mais ou menos 10 minutos enquanto todos os ingredientes cozinham e os sabores se fundem.

A seguir junte os mexilhões, envolva bem e deixe cozinhar mais 10 minutos. No final do tempo rectifique o sal e desligue o lume. Para terminar disponha a Caldeirada de Mexilhões num prato fundo, salpique com salsa picada e enfeite com uns gomos de limão.

 

Pão Frito

Numa frigideira coloque um fio de azeite com o alho esmagado e deixe aquecer o azeite. Depois vá colocando o pão na frigideira e vá virando as fatias de um lado e do outro para estas fritarem. Deixe fritar apenas o tempo do pão ficar dourado.

Depois de frito retire-o e coloque sobre papel absorvente até arrefecer.

No final, aprecie a Caldeirada de Mexilhões acompanhada por uma bela travessa de pão frito!IMG_9196tbvwmTBVstrip

 

Queques de Marisco

IMG_9009tbvwmO Queque é talvez o bolo mais simples e versátil que conhecemos. São muito simples de fazer, todos gostam, comem-se em qualquer altura do dia e são sempre bons.

Quando pensamos nos Queques é impossível não pensarmos sempre nos tradicionais bolos com aquele formato redondo com umas pontas à volta “tipo estrela”.

Na verdade os Queques são muito mais que isso e estão muito para além do tradicional. Podem ser simples, mas também podem ter recheios. Podem ser doces, mas também podem ser salgados. Podem ter um formato tradicional ou não.

Os Queques de Marisco são salgados, mas como todos os queques são imensamente versáteis e podem ser usados para lanches, como entrada, como refeição…utilize-os sempre e como quiser!

 

RECEITA

base logo destaque1

  1. fáceis de fazer
  2. muito saborosos
  3. muito versáteis

IMG_9012tbvwmIngredientes:

  • 150g de miolo de camarão
  • 150g de miolo de mexilhão
  • 6 ovos XL
  • 1 dente de alho
  • 250g de farinha
  • 150g de manteiga
  • 2 c. (sopa) de conhaque (ou whisky)
  • 1 c. (sobremesa) de fermento em pó
  • 1 c. (sobremesa) de creme de marisco
  • azeite q.b.
  • sal q.b.
  • pimenta q.b.
  • piripiri q.b. opcional
  • salsa

se utilizar formas convencionais

  • manteiga para untar as formas
  • farinha para polvilhar as formas

IMG_9004tbvwmModo de Preparação:

Coloque o marisco a descongelar com o tempo necessário para que esteja descongelado no momento de usar. Nessa altura tempere-o com sal e pimenta a gosto.

nota: se o marisco estiver congelado, também há solução. Coloque um tacho pequeno ao lume com dois dedos de água e quando esta levantar fervura coloque dentro o marisco para o escaldar. Depois esteja com atenção e verifique quando o marisco amolece, escorra-o e nessa altura está pronto a usar.

Antes de fazer a massa dos queques comece por preparar as formas untando-as com manteiga e polvilhando-as com farinha.

nota: se utilizar Formas de Silicone pode saltar este passo, apenas tem que colocar as formas num tabuleiro e enchê-las na altura sem qualquer preocupação de untar e polvilhar. Uma verdadeira maravilha!

Com o marisco pronto e as formas em ordem está na altura de começar a fazer a massa, assim pegue numa frigideira e coloque um fio de azeite a cobrir-lhe o fundo, junte o alho laminado e deixe-o tostar depois junte o marisco, picado grosseiramente, e deixe saltear bem e secar a humidade. A seguir regue com o conhaque, adicione o piripiri, mexa e retire do lume. Reserve.

Numa tigela bata os ovos, adicione a manteiga derretida e bata bem. Depois adicione a farinha peneirada, o fermento e o creme de marisco. Envolva tudo até estar homogéneo.

Junte o marisco que reservou, a salsa picada e envolva todos os ingredientes. Rectifique o tempero, se necessário junte mais sal ou pimenta. Depois encha as formas, mas não até cima pois os queques crescem bastante.

IMG_8982tbvwmPara terminar leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante 30 minutos. Retire do forno, deixe arrefecer ligeiramente e desenforme.

Sirva acompanhados por uma salada verde.

IMG_9006tbvwmIMG_9016tbvwmTBVstrip