Marmelos Cozidos

IMG_8247tbvwm

Estamos no Outono e os Marmelos estão aí  por todo o lado. E nós encantados, enquanto nos entrarem pela porta faremos com eles tudo o que até agora fazíamos com as maçãs.

Vamos usá-los nas saladas, fazer compota para acompanhar a carne de porco, fazer bolos invertidos ou talvez não invertidos, assá-los, cozê-los… Em qualquer dos casos os Marmelos vão sempre encontrar o seu lugar!

Já aqui falámos dos Marmelos na rubrica Nutrição, já fizemos Marmelada e Geleia de Marmelo. Desta vez partimos para uma aventura mais modesta fazendo uns simples Marmelos Cozidos.

Simples mas cheios de sabor, excelentes para comer ao pequeno-almoço ou ao lanche ou quando apetecer. Apenas com a própria calda ou porque não com umas nozes ou com umas amêndoas ou talvez com iogurte grego, ou…

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. muito fácil de fazer
  2. uma sobremesa leve

 

Ingredientes

  • 3 marmelos grandes
  • 6 c. (sopa) de açúcar (são 2 colheres por cada marmelo)
  • 1/2 pau de canela
  • 1 cravinho
  • 2 pétalas de estrela de anis
  • água q.b.

IMG_8253tbvwm

Modo de Preparação

Comece por descascar os marmelos, retire-lhes o caroço e corte-os aos cubinhos. De seguida ponha os marmelos num tacho, cubra-os com água e tape.

Coloque o tacho em lume médio e deixe cozer os marmelos 15 minutos. Depois verifique com um palito se este entra sem dificuldade, nesse caso estão prontos.

nota: o tempo de cozedura pode variar ligeiramente em função da qualidade dos marmelos.

Quando estiverem cozidos, deixe-os arrefecer no tacho e depois ponha-os numa taça e guarde no frigorífico até ao momento de servir.

Se os quiser guardar por 2 ou 3 dias para ir comendo coloque-os numa caixa tapada.

IMG_8257tbvwm

TBVstrip

Anúncios

Quebradinhos de Limão

IMG_4566tbvwm

Os Quebradinhos de Limão são verdadeiros raios de sol a brilhar à nossa frente! Ou serão pepitas de ouro envoltas num pó branco que reflectem uma luz  viva e estimulante.??

Depois do primeiro é muito difícil não comer mais um, e outro…à primeira dentada temos a sensação do crocante, depois descobrimos o interior suave e macio e ficamos completamente dominados pelo leve sabor a limão.

Uma coisa é certa, os Quebradinhos de Limão despertam-nos os sentidos, chamam a nossa atenção e estimulam-nos a curiosidade. É impossível resistir-lhes!

Os Quebradinhos de Limão são como pequenos Smileys, amarelos e sorridentes que nos deixam alegres e felizes!

 

 RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o agradável sabor a limão
  2. suaves e macios no interior
  3. crocantes por fora
  4. fáceis de fazer

IMG_4565tbvwm

Ingredientes : 

  • 300g de açúcar
  • 115g de manteiga sem sal
  • 2 ovos XL
  • 4 limões (a raspa)
  • 1 c. (chá) de essência de limão
  • 280g de farinha
  • 145g de leite em pó
  • 1 pitada de sal
  • 2 c. (chá) de fermento
  • 2 c. (sopa) de sumo de limão
  • 1 c. (café) de corante amarelo (facultativo)
  • açúcar em pó q.b. para envolver

IMG_4571tbvwm

Modo de Preparação: 

Numa tigela  junte o açúcar, a manteiga amolecida, os ovos, a raspa e o sumo de limão, a essência de limão e o corante. Bata bem até obter um creme homogéneo ligeiramente amarelado. Reserve.

Numa segunda tigela, adicione a farinha peneirada, o leite em pó, o sal e o fermento. Misture muito bem para  que os ingredientes fiquem bem envolvidos uns nos outros.

Junte a mistura obtida ao creme que reservou e envolva muito bem, sem bater,  até formar uma pasta. Tape com película aderente e coloque no frigorífico durante 2 horas.

Depois, com uma colher de sobremesa, vá tirando pequenas porções de massa e com as mãos molde bolas (mais ou menos do tamanho de uma bola de golfe, ou se preferir tenha em consideração que cada uma pode variar entre as 25g e as 30g) e passe-as bem pelo açúcar em pó de forma a ficarem totalmente cobertas.

Coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal ou com uma película antiaderente para forno e leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante 11 minutos.

nota: se tiver alguma dúvida em relação à dimensão e à forma de envolver as bolinhas de massa consulte a receita dos Quebradinhos de Alfarroba.

Retire do forno e deixe descansar 10 minutos, depois coloque-os num prato  ou num tabuleiro para servir. E de seguida, delicie-se!

IMG_4572tbvwm

baselogosegredos1

  1. é muito importante que as bolas de massa fiquem muito, muito bem envolvidas no açúcar, pois caso contrário não vão quebrar da mesma forma, vão ficar menos abertos e logo menos bonitos.

IMG_4570tbvwm

TBVstrip

Doce de Melão

 

IMG_5220tbvwm

O Melão pertence à família Cucurbitaceae, como o pepino e a melancia. É originário da Ásia e África e apresenta inúmeras variedades. Estima-se que o principal país produtor de melão seja a China e o Brasil o principal exportador para a Europa.

Consoante a sua subespécie, podemos encontrar diferentes formatos (redondo, oval ou alongado), tipos de casca (lisa ou enrugada), diferentes cores de casca (desde do verde ao amarelo), bem como diferentes cor de polpa.

Sendo um fruto com um elevado teor em água, o melão é bastante apreciado nas épocas de muito calor. Rico em vitaminas e sais minerais, possui inúmeros benefícios para a saúde.

Na culinária, o melão é muito apreciado na sua forma natural, devido ao seu poder refrescante. Pode ser utilizado como entrada, como sobremesa, ou até na confecção de sopas e acompanhamento de saladas..

Nós optámos por fazer Doce de Melão, porquê? Porque os frascos de Doce de Melão são pequenas cápsulas do tempo que quando são abertas libertam um aroma e um sabor que nos conduzem de imediato às  doces lembranças dos dias de sol, da época do calor, das idas à praia, das grandes tardes luminosas cheias de gargalhadas e brincadeiras!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. fácil de fazer
  2. óptimo para usar nas tartes
  3. uma forma de aproveitar melão que não é muito doce

 

Ingredientes:

  • 2kg de melão
  • 1kg de açúcar

 IMG_5218tbvwm

Modo de Preparação:

Comece por retirar a casca e as pevides ao melão e certifique-se que tem o peso correcto.

Depois corte o melão em cubos pequenos e coloque-o dentro de um tacho. Adicione o açúcar e ponha a cozinhar em lume médio.

Aguarde até levantar fervura e depois conte 2h15m.

Tenha o cuidado de ir mexendo regularmente para que o doce não se pegue ao tacho.

No fim do tempo desligue o lume e deixe o doce arrefecer no tacho. Quando estiver frio coloque-o em frascos (devidamente esterilizados) para guardar.

IMG_5221tbvwm

IMG_5222

TBVstrip

 

Ananás Grelhado

IMG_7883tbvwm

As Frutas Grelhadas são vistas por muitos como uma possibilidade de sobremesa, mas elas são muito mais do que isso. Hoje é vulgar encontrarmos pratos em que a fruta é utilizada como acompanhamento, os fondues, os churrascos, carnes variadas grelhadas, fritas ou no forno as frutas aparecem com frequência. Elas não só dão aquele toque especial como também ajudam a desenjoar do sabor por vezes intenso dos pratos que acompanham.

Ananás, pêssego, pêra, maça, manga, melão, laranja… todas podem ser grelhadas, apenas não as deixe passar do ponto ou queimar. Feitas na grelha, na chapa, na frigideira ou até no forno são um acompanhamento fantástico.

Para acompanhar a Picanha escolhemos Ananás Grelhado, a conjugação de sabores não podia ser melhor, o Ananás cabe na picanha como uma luva!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. uma opção diferente de acompanhamento
  2. fresco
  3. desenjoativo, equilibra o sabor forte das carnes

 

Ingredientes:

  •  1 ananás

 IMG_7881tbvwm

Modo de Preparação:

Corte o ananás às rodelas com mais ou menos 2cm de grossura. Não lhe retire a casca nem o centro.

Aqueça a chapa e quando esta estiver bem quente coloque em cima as rodelas de ananás. Deixe ficar 1 minuto de cada lado e está pronto.

nota: a chapa tem que estar mesmo muito quente para o ananás caramelizar de imediato, cozer por dentro e não largar sumo.

IMG_7882tbvwm

TBVstrip

Creme de Caramelo

IMG_7567tbvwm

À primeira vista quase parece leite creme, mas rapidamente percebemos que não é de todo a mesma coisa.

Onde existe Creme de Caramelo não há lugar para leite creme, ele é cremoso, suave e envolvente.

E depois…bem depois temos o sabor intenso a caramelo que nos transporta para uma outra dimensão. Leva-nos até aos dias da nossa infância e traz-nos as doces lembranças das brincadeiras desses tempos e dos caramelos que comíamos sem parar, traz-nos recordações…recordações felizes!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. a textura leve e suave
  2. o sabor a caramelo

 

IMG_7575tbvwm

Ingredientes: 

  • 1lt de leite
  • 45g de farinha maizena
  • 100g de açúcar
  • 100ml de caramelo líquido
  • 4 gemas
  • 2 c.(café) de aroma de caramelo

IMG_7573tbvwm

Modo de Preparação: 

Num tacho ponha o açúcar, a farinha e o caramelo e mexa bem para dissolver totalmente a farinha.

Depois junte as gemas e envolva novamente. De seguida vá juntando o leite aos poucos e mexendo sempre para obter uma mistura homogénea.

Leve ao lume (em lume baixo) para cozer a farinha e as gemas, deixe levantar fervura e conte 2 a 3 minutos. Retire do lume, adicione o aroma de caramelo e mexa bem.

Coloque em taças individuais e leve ao frigorífico até ao momento de servir. Enfeite com bolacha de chocolate esfarelada, amêndoas laminadas ou granulado de chocolate. Acompanhe com uns Rollitos de Baunilha.

dica: se não tiver espaço no frigorífico para colocar em taças individuais (o que acontece com frequência quando recebemos visitas) tem duas hipóteses. Primeira: para uma situação mais familiar com muita gente; coloque o preparado numa taça grande, tape e guarde no frio até ao momento de servir, depois enfeite e sirva directamente da taça. Segunda: numa ocasião mais especial para dar um ar mais cuidado; guarde no frigorífico numa taça grande, no momento de servir retire do frio e com uma colher remova cuidadosamente a leve película que se formou na superfície. Depois misture bem com varras de arame até o creme estar homogéneo, então coloque em taças individuais e enfeite.

IMG_7584tbvwm

TBVstrip

 

Creme de Baunilha

IMG_7745tbvwm

O Creme de Baunilha foi um “milagre” na nossa cozinha, veio trazer-nos uma nova forma de encarar as frutas, principalmente os morangos.

Durante o tempo quente, gostamos muito de comer fruta como sobremesa. No tempo dos morangos não conseguimos resistir a comê-los frequentemente e se possível com chantilly.

Não somos pessoas de extremos e por isso uns morangos com chantilly podem, certamente, fazer parte do menu uma vez ou outra. No entanto, temos normas e não seria muito saudável, à luz das nossas actuais regras alimentares, repetir a façanha todos os dias.

Quando fazemos escolhas temos que aprender a viver com elas, mas podemos sempre tentar encontrar uma maneira de dar a volta à coisa…foi isso que fizemos.

O Creme de Baunilha não é chantilly, nem lá perto, mas disfarça muito bem e para nós foi a solução perfeita. Assim podemos comer todos os dias as nossas taças de morangos com um creme que nos dá aquela sensação, aquele gostinho, aquele doce prazer que de outra forma seria impossível alcançar…

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o nosso substituto do chantilly
  2. o sabor agradável a baunilha

 

IMG_7746tbvwm

 

Ingredientes: 

  •  250g de iogurte grego
  • 5 c. (chá) de açúcar em pó
  • 1 c. (chá) de aroma de baunilha

IMG_7753tbvwm

Modo de Preparação: 

Numa tigela junte o iogurte, o açúcar e o aroma de baunilha e, de forma delicada e sem bater, envolva bem até ficar um creme homogéneo.

Uma vez que a base do Creme de Baunilha é iogurte a sua consistência perde-se quando não está no frio, então mantenha-o num recipiente no frigorífico para servir na altura.

O Creme de Baunilha é óptimo para servir com morangos em substituição do chantilly, no entanto pode usá-lo para servir com qualquer fruta ou bolo…a imaginação é o limite!

IMG_7754tbvwm

 

TBVstrip

Doce de Ovos

IMG_7431tbvwm

Diz a história que a doçaria portuguesa tem na doçaria conventual uma expressão única e singular sem igual noutros países do mundo. Criada muitos séculos atrás, dentro das portas dos conventos e mosteiros, acabou pela força do destino e da história por sair para o mundo e estender-se além-fronteiras para se dar a conhecer.

E tudo começou assim…não se sabe bem como nem quando pois é de loucos pensar que as gemas eram deitadas fora ou serviam de alimento para animais até ao dia em que, um não sei o quê aconteceu por um não sei porquê e as gemas se encontraram com o açúcar.

Então é certo dizer que terem-se cruzado foi o melhor que podia ter acontecido para a história da doçaria portuguesa pois deu inicio ao que veio a ser a Doçaria Conventual reconhecida internacionalmente como uma das melhores doçarias do mundo.

Não nos interessa realmente saber quando se deu esse encontro, ele tem séculos de existência, mas suspeita-se que foi no Mosteiro de Jesus de Aveiro onde tudo começou, pois reza a história que aí se deu, em primeira mão, o encontro feliz entre as gemas e o açúcar tendo resultado dele o famoso Doce de Ovos ou Ovos-moles, como quiserem chamar-lhes.

Típico de Aveiro o Doce de Ovos é um dos doces mais apreciados dos país e está na origem de muitos outros que não teriam conhecido a luz do dia sem a sua existência, tal é o caso dos papos de anjo, das castanhas doces, dos celestes de Sta. Clara, dos ovos-moles de Aveiro, das gargantas de freira, das trouxas-de-ovos e dos fios-de-ovos que viajaram para fora das nossas fronteiras e alcançaram reconhecimento internacional.

Nós cá em casa não conseguimos resistir a uma taça de Doce de Ovos, é impossível depois de fazer Molotof não fazer doce de ovos, é impossível não aproveitar para desfrutar desse doce prazer que eles nos dão!

 

RECEITA

 

 base logo destaque1

  1. fácil de fazer
  2. a textura aveludada e cremosa
  3. o sabor autêntico do doce de ovos feito em casa
  4. a versatilidade

 

Ingredientes: 

  • 8 gemas
  • 335g de açúcar
  • 270ml de água
  • 1 tira de casca de limão

IMG_7448tbvwm

Modo de Preparação: 

Num tacho junte o açúcar com a água e a casca de limão. Leve ao lume e espere que ferva sem nunca mexer.

Quando começar a ferver conte 5 minutos,  desligue o lume, retire a casca do limão e deixe arrefecer.

Quando a calda que esteve a fazer estiver fria, bata as gemas numa tigela e de seguida passe-as por um passador de rede deixando-as cair em fio para dentro da calda mexendo com um garfo para envolver bem.

nota: espere que as gemas caiam todas do passador até parar de correr, mas não lhes mexa para as fazer cair, elas têm que cair sem qualquer intervenção. Desta forma todos os fios das gemas vão ficar no passador.

De seguida leve novamente ao lume o tacho, vá mexendo sempre, e espere até engrossar. Tenha atenção e mantenha o lume brando para não deixar ferver a mistura pois caso contrário vai talhar os ovos. Quando começar a engrossar, continue a mexer, conte mais ou menos 2 minutos para os ovos cozinharem bem e desligue o lume.

Deixe arrefecer 2 a 3 minutos e depois com a ajuda da varinha mágica bata o preparado até este ficar homogéneo e cremoso. O seu Doce de Ovos está pronto a usar!

nota: vai verificar que quando sai do lume o aspecto do Doce de Ovos não é uniforme, por isso é sempre necessário bater com as varras de arame ou com a varinha mágica.

IMG_7433tbvwm

Pode, e deve, servir o Doce de Ovos com Molotof e depois o que sobrar coma como sobremesa ou ao lanche a acompanhar Croissants Brioche, Gaufres, Waffers uns Rollitos de Baunilha ou qualquer outra coisa de que se lembre…

IMG_7437tbvwm

IMG_7438tbvwm

baselogosegredos1

  1. não se mexe no açúcar quando está ao lume com a água pois se o fizer ele vai criar cristais nas paredes do tacho e queimar o que vai dar mau sabor ao doce.
  2. quando as gemas estão no passador não se mexe nas mesmas, não se devem nunca pressionar para caírem pois isso faz com que também caiam peles do ovo para o doce que lhe vão dar um cheiro a ovo desagradável. Também não se limpa com a colher o passador por baixo como fazemos noutras situações pois o resultado seria o mesmo, simplesmente se deixa correr o ovo até parar e depois descarta-se o que fica por dentro e por fora do passador.

 

TBVstrip