Biscoitos de Manteiga “Caminha 4X4”

foto jipes1

IMG_7227tbvwm

O Norte do país tem uma beleza especial que nem todos conhecem e Caminha é uma cidade que adoramos!

Entre a praia e a serra é impossível ficar indiferente à beleza desta terra que nos consegue surpreender a cada canto que descobrimos.

Se pensarem visitar o Norte lembrem-se de Caminha, visitem-na e façam um Passeio Picnic Caminha 4X4 na praia, na serra, na lagoa…

E depois aproveitem os deliciosos Biscoitos de Manteiga “Caminha 4X4que eles servem e aos quais nós não conseguimos resistir! Ainda bem que nos deram a receita!!

A receita original é fantástica, mas não pudemos evitar dar a estes biscoitos o nosso toque pessoal, no sabor e na forma.

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. Muito fáceis de fazer
  2. Desfazem-se na boca
  3. Ideais para servir com o café

 

Ingredientes:

  • 100g de margarina
  • 25g de manteiga sem sal
  • 100g de açúcar
  • 220g de farinha
  • 1 c. (chá) de fermento
  • 1/2 ovo
  • raspa de 1 limão
  • 1 c. (café) de essência de limão (opção nossa)

 

  • papel vegetal q.b.

IMG_7225tbvwm

Modo de Preparação:

Pese a margarina e a manteiga, coloque-as num recipiente e deixe descansar à temperatura ambiente até amolecerem.

Numa tigela coloque o açúcar, a farinha com o fermento (previamente peneirada), o ovo, a raspa e a essência de limão.

Adicione a manteiga e envolva tudo com uma colher até começar a esfarelar. Nesse momento está na altura de amassar com a mão até a massa ficar totalmente homogénea, maleável e se descolar completamente da tigela e da mão.

Forme uma bola com a massa, mantenha-a na tigela, tape-a com película aderente (ou com Tapa Tudo) e ponha no frigorífico durante 15 a 20 minutos. Vai facilitar o moldar com as mãos.

Forre os tabuleiros com papel vegetal, retire a massa do frio e molde bolinhas com as mãos, do tamanho de berlindes ou cerejas, depois com a ponta de um garfo pressione ligeiramente as mesmas.

nota: originalmente utiliza-se o dispara biscoitos ou saco de pasteleiro, nós optámos pelo método mais fácil, sem utensílios.

IMG_7215tbvwm

Leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante 15 minutos, ou até estarem ligeiramente dourados.

Depois de tirar do forno deixe arrefecer completamente os bolinhos e então retire-os para um prato ou guarde-os numa caixa.

Ideais para servir com o café ou para beber um chá!

IMG_7218tbvwm

 

Testámos e gostámos!

IMG_7226tbvwmstrip

Pêras Belle Hélène

IMG_6709tbvwm

As Pêras Belle Hélène, verdadeira obra de arte da gastronomia francesa são uma combinação magistral de texturas e sabores.

Esta magnífica sobremesa foi criada por Auguste Escoffier, um dos expoentes máximos da cozinha moderna francesa, em homenagem à ópera “La Belle Hélène”, que estreou em Paris em 1864.

Só de pensar nos ingredientes…ficamos fascinados e começamos a imaginar a suavidade e delicadeza da pêra e o seu interior recheado. Depois somos directamente conduzidos à ideia do molho de chocolate e quase conseguimos sentir a frescura da bola de gelado de baunilha que cria o contraste final.

As Pêras Belle Hélène são uma sobremesa diferente, mas muito especial. Vão certamente surpreender qualquer convidado revelando-se uma experiência irresistível e inesquecível.

Bon apetit!

RECEITA

base logo destaque1

  1. Uma forma única de comer pêras
  2. Combinação da texturas da pêra com o sabor do chocolate
  3. Uma sobremesa elegante

 

Ingredientes:

  • 10 peras
  • 500g de açúcar
  • 750ml de água
  • 1 c. (café) de essência de baunilha
  • 1 limão

 

IMG_6707tbvwm

Modo de Preparação:

Comece por descaroçar as pêras com a ajuda de uma colher para fazer bolas de fruta. nota: esta operação também pode ser feita com uma faca de bico fino e bem afiada, no entanto este utensílio proporciona  a forma mais fácil e eficaz de realizar a tarefa.

Depois descasque as pêras e vá-as colocando numa tigela com água e sumo de limão. Antes de as colocar na água esfregue-as nas metades do limão espremidas. Conserve as pêras na água até ao momento de irem para o tacho.

nota: o limão na água impede as pêras de escurecerem.

Coloque num tacho a água, o açúcar e a baunilha e deixe derreter o açúcar. De seguida insira as pêras no tacho e por cima destas uma folha de papel vegetal para as manter sempre totalmente submersas.

Deixe levantar fervura, depois ponha o lume muito baixo, tape e deixe cozinhar durante 20 minutos.

Desligue o lume, retire o papel e deixe arrefecer as pêras na calda.

strip

Depois de frias, recheie as pêras com o skyr.

nota: as pêras também podem ser recheadas com crème fraîche, chantilly ou queijo fresco batido.

IMG_6635tbvwm

Coloque um pouco de molho de chocolate na taça e disponha a pêra em cima. Regue-a com molho de chocolate e coloque uma bola de gelado ao lado.

Se quiser pode polvilhar com lâminas de amêndoa ou de coco.

IMG_6705tbvwm

IMG_6715tbvwm

 

Testámos e gostámos…!

IMG_6701tbvwmstrip

Torta de Coco

IMG_6786tbvwm

A Páscoa está aí à porta, com ela chegam as amêndoas, os ovos de chocolate, os coelhinhos…os almoços em família, enfim momentos que nos dão prazer e nos fazem felizes.

A Torta de Coco é a nossa proposta para a mesa de Páscoa.

Arte e equilíbrio para um resultado encantador que primeiro nos surpreende pelo aspecto e depois nos deslumbra pelo sabor.

Começamos por descobrir a cor, de um amarelo dourado forte. Depois sentimos a textura suave e macia e percebemos a humidade interior. Por fim a revelação do sabor a coco com uma profundidade e intensidade que nos deslumbra.

À primeira garfada a Torta de Coco conduz-nos pelo imaginário das tortas de Azeitão e, subitamente, à segunda faz-nos entrar no universo dos quindins…uma torta mágica que todos vão adorar!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o exterior amarelinho e brilhante
  2. o interior húmido
  3. uma textura fantástica

 

Ingredientes:

  • 3 ovos
  • 3 gemas
  • 250gr de açúcar
  • 100gr de coco ralado
  • leite q.b.
  • 1 limão
  • 50g de manteiga
  • margarina para untar a forma q.b.
  • papel vegetal
  • açúcar para polvilhar q.b.
  • coco ralado q.b.
  • fios de ovos 125g
  • amêndoas de chocolate q.b.

IMG_6800tbvwm

Modo de Preparação:

Primeiro forre o fundo do tabuleiro (32×28 aprox.) com papel vegetal e unte o papel e os lados do tabuleiro com margarina. Deixe o papel vegetal mais comprido num dos lados para depois enrolar a torta com ele.

IMG_6779tbvwm

Comece por hidratar o coco, para isso coloque-o numa taça e cubra-o com leite e espere cerca de 30 minutos. Depois escorra-o muito bem até deixar de pingar leite mas sem o apertar.

Numa tigela coloque os ovos, as gemas, o açúcar e a raspa do limão. Bata muito bem até o volume duplicar e o preparado ficar com aspeto de um creme fofo.

Junte o coco hidratado e mexa com cuidado, sem bater apenas para incorporar totalmente. Depois adicione a manteiga derretida e mexa apenas para ligar todos os ingredientes.

Deite o preparado no tabuleiro, espalhe bem para ficar uma camada uniforme e leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante cerca de 25 minutos. Para manter a forma direita use uma rede com uma taça com peso. A meio da cozedura mova a taça para um dos lados para a torta cozer uniformemente.

nota: o tempo de cozedura depende sempre do tamanho e espessura da torta que estamos a fazer e também do forno é preciso atenção pois esta torta tem que ficar muito macia e húmida.

IMG_6820tbvwm

Depois de cozida, retire do forno e ainda quente e com a ajuda do papel vegetal enrole a torta dentro do tabuleiro. Deixe ficar enrolada no papel até arrefecer.

IMG_6784tbvwm

Apare as pontas, decore por cima e à volta com os fios de ovos, salpique com coco ralado e polvilhe com açúcar em pó. Termine a decoração com amêndoas de chocolate.

nota: para uma decoração normal, polvilhe com coco ralado e açúcar em pó. Se quiser dar um toque mais especial mantenha os fios de ovos.

IMG_6797tbvwm

baselogosegredos1

  1. As tortas devem ser cozidas em tabuleiros finos, de preferência de alumínio, para cozerem rapidamente por baixo e por cima sem secar. Estes tabuleiros por serem muito finos empenam com o calor deixando a massa da torta desnivelada. Para que isso não aconteça sobre o tabuleiro coloque uma rede com uma taça em cima cheia de feijões cerâmicos. (Os feijões cerâmicos podem ser substituídos por feijão normal)
  2. Para verificar se estão cozidas basta abanar o tabuleiro e ver se a massa está “presa”  e de seguida tocar ao  de leve com a ponta dos dedos no centro do tabuleiro se estiver cozida a marca do dedo volta para cima e não marca.
  3. É preciso ter muita atenção ao tempo de cozedura – logo que esteja cozida tem que se retirar imediatamente do forno. Se a massa cozer demasiado e secar a torta vai partir-se ao enrolar

IMG_6812

IMG_6806tbvwm

Testámos e gostámos…!

IMG_6797tbvwmstrip 

Doce de Laranja

IMG_6595tbvwm

Doce de Laranja acabado de fazer, pão torrado e manteiga…bolachas…tortas…enfim o sonho começa aqui!

Sim o Doce de Laranja caseiro é um sonho para sonhar acordado, para saborear até à última dentada.

Como somos dois não podemos dizer que é o doce favorito cá de casa, mas é sem dúvida o doce que faz uma mulher muito feliz nesta casa!!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o sabor intenso a laranjas
  2. as tirinhas de casca, sem as quais não seria o mesmo
  3. a textura

 

Ingredientes:

  • 1kg de laranjas
  • 2lt de água
  • 1,2kg de açúcar

IMG_6597tbvwm

Modo de Preparação:

Comece por descascar as laranjas. Pode fazê-lo de 2 formas distintas, dependendo  da opção irá obter um doce diferente mediante a escolha que fizer.

  1. Descasque as laranjas retirando a casca em gomos com o branco agarrado. O doce que resulta daqui tem um aspecto rústico e uma tonalidade mais escura.
  2. Descasque as laranjas com o descascador e assim vai obter cascas muito finas sem branco nenhum agarrado às cascas. O doce vai ficar mais cristalino e transparente. (Terá um aspecto mais parecido com o do supermercado)

Depois de ter escolhido a forma de descascar as laranjas corte as cascas em tiras muito fininhas.

Dupla strip

De seguida corte ao meio todas as laranjas e esprema o sumo. Toda a polpa e restos que sobram de fazer o sumo coloque num pano e ate-o com fio de culinária.

nota: pode utilizar o pano que quiser , no entanto o ideal é usar uma fralda pois como o tecido é tipo gaze é muito fino e por isso o melhor para este tipo de situações.

Dupla strip 1

Finalmente numa panela coloque  a água, o sumo de laranja, as cascas cortadas, e o pano com a polpa toda. Escolha uma panela grande para que ao ferver o doce não vá por fora.

Dupla strip 2

Leve ao lume durante aproximadamente 2 horas. Para saber se está pronto faça um teste muito simples. Aperte uma tirinha de casca entre os dedos, se esta se desfizer a cozedura terminou.

Retire o pano da panela, abra-o, coloque a polpa num passador e aperte-a bem com uma colher de pau para espremer todo o sumo que esta tiver. Coloque esse sumo na panela. (A polpa já pode ir para o lixo)

Adicione o açúcar à panela e leve novamente ao lume durante 1 hora a 1 hora e 15 minutos. O doce tem que fazer ponto, ou seja no fim do tempo tem que ter uma consistência firme. Para verificar coloque um pouco de doce sobre um prato frio e empurre-o com a ponta do dedo, o doce deve oferecer resistência. Se vir que ainda está muito fino e líquido deixe estar ao lume mais 10 minutos e repita a operação até conseguir a firmeza pretendida.

Deixe descansar 10 minutos, mais ou menos, e depois coloque de imediato nos frascos. Tenha o cuidado de verificar que as tirinhas ficam bem distribuídas.

Depois do doce estar nos frascos aguarde uns 20 minutos e mexa cada frasco com uma colher para as tirinhas de casca ficarem homogeneamente espalhadas pelo doce.

IMG_6593tbvwm

Desfrute do Doce de laranja com umas simples bolachas, espalhe-o numa torrada ou use-o para rechear uma torta de chocolate!

IMG_6600tbvwm

Testámos e gostámos…!

IMG_6597tbvwmstrip

 

Laranjas à Antiga

img_5829tbvwm

Há muito tempo atrás…as laranjas descascadas e enfeitadas com groselha ou por vezes com um pouco de chantilly eram uma sobremesa recorrente em diversos restaurantes.

Nessa altura não havia o hábito dos gelados, dos cheesecakes e de outras coisas que foram aparecendo. O máximo que se podia encontrar era pudim ou torta de laranja.

Na verdade a fruta era muita vez opção e variava entre a banana, a maçã assada, a rodela de ananás natural ou a laranja descascada.

Coisas simples que hoje recordamos, por vezes, com saudades dos tempos de infância.

As Laranjas à Antiga são muito simples mas deliciosas e não precisam de mais do que um toque de groselha para se tornarem especiais!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. muito simples
  2. um sabor com recordações

 

Ingredientes:

  • 2 laranjas
  • 1 cereja de calda
  • açúcar q.b.
  • xarope de groselha q.b.

img_5834tbvwm

Modo de Preparação:

Descasque as laranjas (de forma a retirar todo o interior branco) e corte-as em rodelas, coloque-as em pratos individuais ou se for para várias pessoas numa travessa pois facilita a gestão do espaço e da decoração.

Conserve as laranjas preparadas no frigorífico até ao momento de servir pois devem comer-se frescas. Na hora da sobremesa é só decorar.

Retire as laranjas do frigorífico, polvilhe-as com açúcar e regue-as com um pouco de groselha. Para terminar coloque meia cereja no centro de uma ou de várias rodelas (dependendo da disposição das mesmas na travessa). Se preferir pode utilizar um pouco de chantilly, crème fraîche ou skyr.

img_5831tbvwm

img_5836tbvwm

Testámos e gostámos…!

img_5836tbvwmstrip

 

 

Bolo de Laranja

img_6482tbvwm

A Laranja é o fruto de uma árvore, a laranjeira, que pertence à família Rutaceae.

Originária da Índia, a laranja foi trazida para a Europa no séc. XVI pelos portugueses. Hoje em dia, a laranjeira encontra-se cultivada nos cinco continentes, em condições e ecossistemas muito variados, possibilitando que as mesmas variedades possuam características diferentes nos mais variados aspectos.

O Algarve representa a maior região de produção de laranjeira doce, em Portugal. As suas condições climatéricas são bastante favoráveis para a sua produção, induzindo nos citrinos óptimas características organoléticas que os diferenciam de outras regiões.

As principais variedades de laranja produzidas em Portugal são:

  • Newhall
  • Lane Late
  • Rhodee Barnfield
  • Valência Late
  • Laranja D. João

A laranja é bastante utilizada na culinária, seja para acompanhar diversos pratos, para a confecção de bolos ou biscoitos ou simplesmente ao natural como sobremesa ou sobre a forma de sumo.

Não estivéssemos nós no Algarve, onde as laranjas entram pela porta dentro doces e sumarentas e possivelmente este Bolo de Laranja não seria tão fantástico.

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. simples de fazer
  2. com uma apresentação fantástica
  3. húmido
  4. é perfeito acompanhado com iogurte ou gelado

img_6492tbvwm

Ingredientes:

Calda

  • 1 laranja
  • 50g de açúcar

Bolo

  • 150g de açúcar
  • 150g de manteiga
  • 200g de farinha
  • 3 ovos
  • 1 c. (sobremesa) de fermento
  • 2 laranjas

 

Modo de Preparação:

Calda

Para a calda coloque o sumo de uma laranja num tachinho com o açúcar. Leve ao lume e vá mexendo sempre até o açúcar derreter completamente, mas não é preciso deixar ferver. Deixe arrefecer.

 

Bolo

Bata a manteiga muito bem com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Adicione a raspa das duas laranjas e sumo de uma metade. Bata de novo ligeiramente.

Junte os ovos um a um, batendo bem entre cada adição. Por fim junte a farinha peneirada com o fermento.

Unte uma forma com margarina e polvilhe com farinha. Deite dentro o preparado e leve a cozer, em forno pré-aquecido a 180ºC, durante 35 minutos.

Enquanto o bolo coze descasque a laranja e meia que sobrou da raspa e do sumo e corte-as em rodelas muito finas.

Quando o bolo estiver pronto retire-o do forno, desenforme-o e deixe-o repousar mais ou menos 30 minutos. Depois decore-o com as rodelas de laranja que cortou e regue com a calda.

Pode servir este bolo simples ou se quiser dê-lhe um toque de sofisticação e sirva com iogurte Skyr de pêssego e maracujá ou com uma bola de gelado de baunilha.

img_6513tbvwm

Nota: Skyr é o iogurte Islandês que está a causar sensação. Muito cremoso, é um iogurte que pode facilmente passar por queijo, por isso é, para nós, o ideal para este tipo de situações.

img_6477tbvwm

Testámos e gostámos…!

img_6492tbvwmstrip

Cheesecake de Cereja

img_6284tbvwm

Conseguir conciliar os doces e uma dieta saudável nem sempre é fácil. Nesta casa debatemo-nos frequentemente com essa questão.

O Cheesecake é assim uma das boas soluções para este problema que nos afronta.

Os nossos Cheesecakes não levam natas nem ovos, são feitos com queijo batido magro e não levam mais que o açúcar do leite condensado.

O Cheesecake de Cereja, com um sabor de cortar a respiração aparece neste momento em que o jejum de sobremesas já é longo e a ocasião pede chocolate para festejar.

Leve e fresco com um subtil aroma a amêndoa amarga que se esgota no molho de chocolate o Cheesecake de Cereja não passa despercebido…hoje perdemo-nos completamente!!

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o sabor fresco
  2. a cobertura de molho de chocolate
  3. sem natas e sem ovos
  4. sem forno

 

 Ingredientes:

 Base

  • 2 pacotes de bolachas oreo (180g cada)
  • 80g de manteiga sem sal

 

Recheio

  • 400g de queijo fresco batido (ou quark)
  • 1 lata de leite condensado
  • 60ml de groselha
  • 200g de cerejas encarnadas em calda
  • 18g de gelatina em pó
  • 125ml de leite

 

Cobertura

  • molho de chocolate

notas:

– as cerejas são da Globo, adoramos o sabor incrível da calda com um toque de amêndoa amarga que fica nas cerejas e podemos sentir no cheesecake

– o molho de chocolate pode ser Topping da Vahiné ou da Royal, nós utilizamos o nosso Molho de Chocolate

img_6279tbvwm

Modo de Preparação:

Base

Primeiro forre o fundo da forma (forma redonda com abertura de 22 a 24cm) com papel vegetal. O papel vai facilitar se quiser retirar o cheesecake da base. Vinque o papel no fundo da forma para marcar e corte ao tamanho do fundo deixando duas tiras.

IMG_4773tbvwm

Depois separe as duas metades das oreos e retire o creme (este é para deitar fora), coloque as oreos no robot de cozinha e triture até obter uma farinha fina.

Dupla strip

Derreta a manteiga e misture-a numa tigela as bolachas trituradas. Envolva bem até criar uma massa uniforme.

Deite este preparado na forma já forrada e distribua bem sobre toda a superfície do fundo, depois com a ajuda da base de um copo calque as bolachas até ficarem bem compactas e uniformes.

 

Recheio

Comece por escorrer as cerejas e corte-as ao meio. Depois coloque-as sobre a base de bolachas de forma a que fiquem bem distribuídas. Reserve.

img_6273tbvwm

Numa taça misture o queijo batido, o leite condensado e a groselha. Mexa muito bem até obter uma mistura homogénea. Reserve.

Num saucier (tachinho pequeno) coloque a gelatina e junte o leite, mexa bem e espere 5 a 10 minutos para a gelatina hidratar, vá mexendo de vez em quando. No final do tempo leve ao lume e vá mexendo sempre até o leite ficar sem qualquer vestígio dos grânulos da gelatina.

Depois deite a gelatina derretida no creme que reservou, deve deitar em fio e mexendo sempre.

Para terminar, deite o recheio sobre a base das bolachas de forma cuidadosa e lentamente para as cerejas ficarem no lugar. Tape a forma com película aderente e coloque no frigorífico pelo menos 6 horas.

img_6300tbvwm

Cobertura

Antes de desenformar o Cheesecake cubra a superfície com o Molho de Chocolate. Leve novamente ao frio pelo menos 30 minutos e depois pode desenformar.

Retire o cheesecake do frio e  coloque-o sobre o prato em que vai servir. Abra a forma e retire o aro, utilize as tiras de papel para facilitar a remoção da base metálica. Coloque uma espátula entre a base e o papel e levante ligeiramente com cuidado, o papel vai fazer o cheesecake escorregar para o prato.

De seguida resta retirar o papel, coloque a espátula entre o papel e a base de bolacha, levante cuidadosamente e puxe o papel.

Assim fica com o cheesecake livre da base metálica e do papel vegetal. (veja imagens do Cheesecake de Caramelo)

Guarde no frio até ao momento de servir.

img_6286tbvwm

Testámos e gostámos…!

img_6292tbvwmstrip