Doce de Ovos

IMG_7431tbvwm

Diz a história que a doçaria portuguesa tem na doçaria conventual uma expressão única e singular sem igual noutros países do mundo. Criada muitos séculos atrás, dentro das portas dos conventos e mosteiros, acabou pela força do destino e da história por sair para o mundo e estender-se além-fronteiras para se dar a conhecer.

E tudo começou assim…não se sabe bem como nem quando pois é de loucos pensar que as gemas eram deitadas fora ou serviam de alimento para animais até ao dia em que, um não sei o quê aconteceu por um não sei porquê e as gemas se encontraram com o açúcar.

Então é certo dizer que terem-se cruzado foi o melhor que podia ter acontecido para a história da doçaria portuguesa pois deu inicio ao que veio a ser a Doçaria Conventual reconhecida internacionalmente como uma das melhores doçarias do mundo.

Não nos interessa realmente saber quando se deu esse encontro, ele tem séculos de existência, mas suspeita-se que foi no Mosteiro de Jesus de Aveiro onde tudo começou, pois reza a história que aí se deu, em primeira mão, o encontro feliz entre as gemas e o açúcar tendo resultado dele o famoso Doce de Ovos ou Ovos-moles, como quiserem chamar-lhes.

Típico de Aveiro o Doce de Ovos é um dos doces mais apreciados dos país e está na origem de muitos outros que não teriam conhecido a luz do dia sem a sua existência, tal é o caso dos papos de anjo, das castanhas doces, dos celestes de Sta. Clara, dos ovos-moles de Aveiro, das gargantas de freira, das trouxas-de-ovos e dos fios-de-ovos que viajaram para fora das nossas fronteiras e alcançaram reconhecimento internacional.

Nós cá em casa não conseguimos resistir a uma taça de Doce de Ovos, é impossível depois de fazer Molotof não fazer doce de ovos, é impossível não aproveitar para desfrutar desse doce prazer que eles nos dão!

 

RECEITA

 

 base logo destaque1

  1. fácil de fazer
  2. a textura aveludada e cremosa
  3. o sabor autêntico do doce de ovos feito em casa
  4. a versatilidade

 

Ingredientes: 

  • 8 gemas
  • 335g de açúcar
  • 270ml de água
  • 1 tira de casca de limão

IMG_7448tbvwm

Modo de Preparação: 

Num tacho junte o açúcar com a água e a casca de limão. Leve ao lume e espere que ferva sem nunca mexer.

Quando começar a ferver conte 5 minutos,  desligue o lume, retire a casca do limão e deixe arrefecer.

Quando a calda que esteve a fazer estiver fria, bata as gemas numa tigela e de seguida passe-as por um passador de rede deixando-as cair em fio para dentro da calda mexendo com um garfo para envolver bem.

nota: espere que as gemas caiam todas do passador até parar de correr, mas não lhes mexa para as fazer cair, elas têm que cair sem qualquer intervenção. Desta forma todos os fios das gemas vão ficar no passador.

De seguida leve novamente ao lume o tacho, vá mexendo sempre, e espere até engrossar. Tenha atenção e mantenha o lume brando para não deixar ferver a mistura pois caso contrário vai talhar os ovos. Quando começar a engrossar, continue a mexer, conte mais ou menos 2 minutos para os ovos cozinharem bem e desligue o lume.

Deixe arrefecer 2 a 3 minutos e depois com a ajuda da varinha mágica bata o preparado até este ficar homogéneo e cremoso. O seu Doce de Ovos está pronto a usar!

nota: vai verificar que quando sai do lume o aspecto do Doce de Ovos não é uniforme, por isso é sempre necessário bater com as varras de arame ou com a varinha mágica.

IMG_7433tbvwm

Pode, e deve, servir o Doce de Ovos com Molotof e depois o que sobrar coma como sobremesa ou ao lanche a acompanhar Croissants Brioche, Gaufres, Waffers uns Rollitos de Baunilha ou qualquer outra coisa de que se lembre…

IMG_7437tbvwm

IMG_7438tbvwm

baselogosegredos1

  1. não se mexe no açúcar quando está ao lume com a água pois se o fizer ele vai criar cristais nas paredes do tacho e queimar o que vai dar mau sabor ao doce.
  2. quando as gemas estão no passador não se mexe nas mesmas, não se devem nunca pressionar para caírem pois isso faz com que também caiam peles do ovo para o doce que lhe vão dar um cheiro a ovo desagradável. Também não se limpa com a colher o passador por baixo como fazemos noutras situações pois o resultado seria o mesmo, simplesmente se deixa correr o ovo até parar e depois descarta-se o que fica por dentro e por fora do passador.

 

TBVstrip

Anúncios

Carbonara

IMG_1405tbvwm

Carbonara ou spaghetti alla carbonara é uma receita da cozinha tradicional italiana, o seu nome deve-se à palavra italiana “carbone” que significa carvão.

Tal como acontece com a maioria das receitas tradicionais, as origens deste prato são obscuras, existindo diversas histórias diferentes sobre a sua origem.

Uns dizem que surgiu como refeição apreciada pelos trabalhadores das minas de carvão da região italiana de Umbria, alguns acreditam que era feita em grelhadores de carvão e outros ainda sugerem que as manchas pretas de toucinho e da pimenta se assemelham a pequenos pedaços de carvão, o que poderia explicar o nome.

Ao contrário do que muitos pensam as natas não entram na composição desta receita. A receita original é preparada apenas com azeite, toucinho, ovos e queijo parmesão. Ingredientes simples para uma receita descomplicada, fácil e rápida como devem ser as receitas de massa que nos dão conforto e aquecem a alma!

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. fácil e simples
  2. rápida
  3. a cremosidade dos ovos a envolver a massa
  4. o sabor do bacon tostado

IMG_1403tbvwm

Ingredientes:

  • 500g de tagliatelle (esparguete, linguini, fettuccine)
  • 100g de bacon
  • 2 dentes de alho
  • 3 ovos
  • 1 gema
  • azeite q.b.
  • pimenta preta q.b. (moída no moinho)
  • queijo parmesão q.b.

 

Modo de Preparação:

Comece por cozer a massa num tacho com bastante água e sal. Esta deve ficar “al dente” ou seja não deve ficar demasiado cozida.

Depois numa frigideira coloque os alhos, apenas esmagados, e o bacon cortado fino e aos bocadinhos pequenos, a fritar num fio de azeite até ficar bem tostado.

IMG_1394tbvwm

De seguida junte-lhe a massa, previamente escorrida, e mexa-a bem até estar totalmente envolvida na gordura do bacon.

Desligue o lume, bata os ovos e a gema, ligeiramente, numa tigela tempere com sal e deite-os na frigideira em fio sobre a massa. Vá mexendo sempre para que os ovos fiquem cremosos. Queremos que a massa fique envolvida no creme e não cozinhar os ovos.

Ponha a massa na travessa onde vai servir e coloque por cima pimenta preta moída na altura. Leve para a mesa o queijo parmesão para que cada um possa colocar ao seu gosto no prato.

IMG_1400tbvwm

IMG_1397tbvwm

Testámos e gostámos…!

 IMG_1395tbvwmstrip

 

Shakshuka

IMG_2381tbvwm

Depois da Matbucha a Shakshuka…

Shakshuka ou Xacxuca é um prato típico da culinária do Médio Oriente. O prato é originário da cozinha judaica e está presente por todo lado em Israel, onde é consumido principalmente ao pequeno-almoço.

Confeccionado com base na Matbucha, este prato simples mantém toda a integridade da receita inicial que serve de base para escalfar ovos.

Shakshuka não é mais do que Matbucha e ovos… simples assim, sem mais nada  a não ser a simplicidade dos sabores frescos e autênticos que só a cozinha mediterrânica sabe revelar.

Uma maravilhosa refeição ligeira para qualquer hora do dia, reconfortante como só as coisas simples podem ser!

A Matbucha também é uma óptima base para peixes um fantástico molho para massas ou outras composições que o nosso gosto possa criar. Experimente as diferentes variantes que esta receita lhe pode proporcionar começando por uma maravilhosa Shakshuka.

IMG_2375

 

RECEITA

 

base logo destaque1

  1. o sabor exótico da Matbucha
  2. rápido e fácil
  3. um pequeno-almoço nutritivo

 

Ingredientes:

 

Modo de Preparação:

Aqueça a Matbucha e coloque nesta os ovos para escalfarem. Tape e deixe cozinhar entre 3 minutos a 6 deixando, assim, os ovos mais ou menos passados consoante a sua preferência.

nota: pode fazer a quantidade toda na mesma frigideira ou doses individuais.

Está pronto a servir!

IMG_2380tbvwm

Dica: a Matbucha é uma excelente base e ponto de partida para outros pratos, pode levar-nos onde a nossa imaginação deixar, ficam aqui dois exemplos disso.

Bacalhau com Grão em Matbucha

Uma simples posta de bacalhau cozido pode numa base de Matbucha transformar-se numa refeição fantástica.

IMG_2259tbvwm

Esparguete com Matbucha

E para uma refeição rápida, basta cozer esparguete e colocar por cima a Matbucha, aquecida ou não segundo os gostos.

IMG_2545tbvwm

 

Testámos e gostámos…!

IMG_2380tbvwmstrip

Farinheira com Ovos

IMG_0873tbvwm

Por norma costuma falar-se de ovos com farinheira, o aspecto costuma ser o de uma massa húmida e pastosa onde os ovos predominam.

A nossa versão é bem diferente, nós gostamos mais de Farinheira com Ovos, uma mistura mais seca, quase granulada e com a farinheira a dominar sobre os ovos.

Aqueles que normalmente não gostam de pratos com farinheira costumam gostar desta nossa entrada porque a mistura fica sequinha o que deixa o prato muito agradável e diferente do habitual.

Descobrimos isto porque temos uns primos que diziam não gostar de farinheira porque era muito mole e sem graça. Acontece que um dia em que estiveram a almoçar em nossa casa a entrada era farinheira com ovos e a primeira reacção foi de “desconfiança”, no entanto resolveram experimentar e ficaram surpreendidos dizendo:

– assim até eu gosto de farinheira!

É fantástico quando conseguimos pegar numa receita que já existe e criar uma versão que consegue conquistar novos apreciadores…

RECEITA

base logo destaque1

  1. apenas 2 ingredientes
  2. uma entrada saborosa
  3. um óptimo petisco

IMG_0871tbvwm

Ingredientes:

  • 2 farinheiras
  • 3 ovos

Modo de Preparação: 

Retire a pele às farinheiras e parta aos bocados. Leve ao lume numa frigideira bem quente para fritar. Não ponha nenhuma gordura pois a própria gordura da farinheira é o suficiente para cozinhar.

IMG_0846tbvwm

Vá mexendo a farinheira e desfazendo os bocados de forma a que esta não queime nem pegue, espere até obter uma textura seca e areada. Este processo demora mais ou menos 15 a 20 minutos.

Depois bata os ovos numa tigela, junte à farinheira e cozinhe a gosto ou seja deixe cozer os ovos mais ou menos conforme a sua preferência.

Coloque num prato para servir e se quiser ponha salsa ou coentros picados por cima. Acompanhe com um pão rústico ou tostas. Nós também gostamos com Yorkshire Puddings, mas isso é uma história que fica para a próxima…

 IMG_0875tbvwm

base logo segredos1

  1. é importante que a farinheira fique bem seca, só assim é que o resultado final fica perfeito

IMG_0877tbvwm

Testámos e gostámos…!

IMG_0846tbvwmstrip